ESFORÇO INATIVO E PROCESSO DE APRENDIZADO DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA PÓS-COLHEITA DE PANAMBI-RS

Autores

  • Fabiano Geremia Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
  • Thales de Oliveira Costa Viegas Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Claudio José Silva Leão Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Rafael Alves de Moura Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol37n112.6011

Palavras-chave:

inovações tecnológicas, processos de aprendizagem

Resumo

O objetivo deste trabalho é investigar as características do esforço inovativo e dos processos de aprendizagem que ocorrem no interior da indústria metal mecânica pós-colheita de Panambi – RS. O trabalho analisa as especificidades e condições de desenvolvimento desta indústria no município e, sobretudo, as características dessa estrutura produtiva, os processos de aprendizagem, as formas de governança, e o conjunto de externalidades associados àquele parque fabril. Com base na literatura Neo-Schumpeteriana foi realizada uma pesquisa de campo com questionário estruturado para subsidiar a análise das características tecnológicas das empresas. Conclui-se que esse sistema produtivo realiza, rotineiramente, esforços inovativos, de natureza, predominantemente, incremental, que resultam em impactos relevantes na competitividade das empresas, a partir da criação de um círculo virtuoso de crescimento local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Geremia, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Professor de economia da indústria e da tecnologia

Thales de Oliveira Costa Viegas, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Professor do Departamento de Economia da Universidade Federal de Santa Maria Campus de Palmeira das Missões – RS

Claudio José Silva Leão, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Professor do Departamento de Economia da Universidade Federal de Santa Maria Campus de Palmeira das Missões – RS, Pós-doutorando do PPGE/Universidade Federal Fluminense

Rafael Alves de Moura, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Bacharel em economia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Referências

BETIM, L. M.; REZENDE, L. M., ANDRADE JUNIOR, P. P. de; PONTES, J.; PETTER, R. R. H. Relações verticais e horizontais no processo de inovação e aprendizagem interativa: estudo em um aglomerado produtivo. Gestão & Produção, v. 25, n. 2, p. 205-218, mai. 2018. DOI https://dx.doi.org/10.1590/0104-530x1028-16

BHAWSAR, P.; CHATTOPADHYAY, U. Competitiveness: review, reflections and directions. Global Business Review, v. 16, n. 4, p. 665-679, 2015. DOI: https://doi.org/10.1177/0972150915581115

CANTNER, U. Foundations of Economic Change: An Extended Schumpeterian Approach. In: CANTNER, U; PYKA, A (Org.) Foundations of Economic Change. Springer, /Cham, 2017. p. 9-49. DOI https://doi.org/10.1007/978-3-319-62009-1

CATTARUZZO, S. On R&D sectoral intensities and convergence clubs. Joint Research Centre (JRC) Working Papers on

Corporate R&D and Innovation, n. 01. Seville: European Commission, 2020.

COLET, D. S.; MOZZATO, A. R. A cooperação no contexto das transformações sociais e desenvolvimento local: o da rota das Salamarias – RS. Revista Gestão e Regionalidade, v. 34, n. 102, p. 179-191, set./dez 2018.

COSTA, Vítor M. V. Capacidade de absorção e processos organizacionais de gestão do conhecimento: relações com a inovação. Tese (Doutorado). Univ. Beira do Interior, Covilhã, 2017.

CURADO, M.; FERNÁNDEZ, V. L. O mito da leniência fiscal no pensamento econômico desenvolvimentista. Economia e Sociedade, v. 27, n. 1, p. 61-87, 2018.

DIAS, M. C. Inovação, aprendizagem e cooperação na cadeia de suprimento têxtil da região de Americana – SP. Revista Gestão e Regionalidade, v. 34, n. 100, p. 127-144, jan./abr. 2018a.

DIAS, A. A inovação a partir do processo de subcontratação nas indústrias do setor metalmecânico no Município de Santa Rosa/RS. Dissertação (Mestrado), UFFS, Cerro Largo, 2018b.

DRESCH, A.; COLLATTO, D. C.; LACERDA, D. P. Theoretical understanding between competitiveness and productivity: firm level. Ingeniería y competitividad, v. 20, n. 2, p. 69-86, 2018.

DOPFER, K.; POTTS, J.; PYKA, A. Upward and downward complementarity: the meso core of evolutionary growth theory. In: CANTNER, U; PYKA, A (Org.) Foundations of Economic Change. Springer, Cham, 2017. p. 69-80. DOI https://doi.org/10.1007/978-3-319-62009-1

STALLIVIERI, F. Dinâmica econômica e a inserção de micro e pequenas empresas em arranjos produtivos locais: o caso da eletrometal-mecânica da microrregião de Joinville/SC. Dissertação (Mestrado em Economia), UFSC, Florianópolis, 2004.

FALCIOLA, J.; JANSEN, M.; ROLLO, V. Defining firm competitiveness: A multidimensional framework. World Development, v. 129, 10485, 2020.

FIGUEIREDO, P. N.; PINHEIRO, M. C. Competitividade industrial brasileira e o papel das capacidades tecnológicas inovadoras: a necessidade de uma investigação criativa. Technological Learning and Industrial Innovation Working Paper Series, n. 1, 2016.

FONSECA, P. C. D.; SALOMÃO, I. C. O Sentido Histórico do Desenvolvimentismo e sua Atualidade. Revista de Economia Contemporânea, v. 21, n. 2, p. 1-20, 2017.

GUERERRO, G. A.; FONSECA, P. C. D.; AREND, M. The heterogeneity of the machine tool industry in Brazil. Revista Economia. v. 18, n. 2, p. 260-274, maio/ago 2017. DOI https://doi.org/10.1016/j.econ.2017.01.003.

-GUERRERO, G. A.; FONSECA, P. C. D. Trajetória e dinâmica tecnológica da indústria de máquinas-ferramenta no Brasil. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 27, n. 1, p. 287–319, 2018. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8652549. Acesso em: 12 fev. 2021.

IACONO, A.; NAGANO, M. S. Aprendizagem Tecnológica: uma Análise da Contribuição dos Mecanismos de Aquisição e Conversão do Conhecimento para o Acúmulo da Capacidade Tecnológica. Revista de Gestão dos Países de Língua Portuguesa, v. 18, n. 2, p. 146-168, 2019.

KREIN, J. D.; OLIVEIRA, R. V. de; FILGUEIRAS, V. A. AS REFORMAS TRABALHISTAS: promessas e impactos na vida de quem trabalha. Caderno CRH, v. 32, n. 86, p. 225-229, 2019.

LUNDVALL, B. The learning economy and the economics of hope. Anthem Press, London, 2016.

MENDES, H.; FERREIRA, M. L. A. Tecnologia Industrial Básica (TIB) no Setor Metalmecânico: um Estudo Exploratório no Rio de Janeiro. Cadernos do Desenvolvimento Fluminense, n. 14/15, p. 80-99, 2018.

MORCEIRO, P. C. Sectoral demand leakage and competitiveness of the Brazilian manufacturing industry.

LUNDVALL, B. The learning economy and the economics of hope. Anthem Press, London, 2016.

MENDES, H.; FERREIRA, M. L. A. Tecnologia Industrial Básica (TIB) no Setor Metalmecânico: um Estudo Exploratório no Rio de Janeiro. Cadernos do Desenvolvimento Fluminense, n. 14/15, p. 80-99, 2018.

MORCEIRO, P. C. Sectoral demand leakage and competitiveness of the Brazilian manufacturing industry.

Publicado

2021-09-30