TREINAMENTO AMBIENTAL E COMPETÊNCIAS INDIVIDUAIS PARA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: um estudo em três empresas químicas brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol38n113.6312

Palavras-chave:

Treinamento ambiental, Desenvolvimento de competências, sustentabilidade, setor químico.

Resumo

O objetivo geral deste trabalho é analisar como a sistematização do processo de treinamento ambiental pode contribuir para o desenvolvimento de competências individuais associadas à dimensão ambiental da sustentabilidade em grandes empresas do setor químico brasileiro. Tal estudo justifica-se pela necessidade de se preencher gaps teóricos e metodológicos sobre o papel do processo de treinamento ambiental, visando à dimensão ambiental da sustentabilidade no contexto das empresas do setor químico brasileiro. O tema foi tratado utilizando- se abordagem de pesquisa qualitative com estudo de caso múltiplo baseada em triangulação de fontes de evidências. Os resultados apontam para a confirmação de que a sistematização do processo de treinamento ambiental pode potencializar o desenvolvimento de competências individuais, essenciais à sustentabilidade das empresas do setor químico brasileiro, considerando-se que o processo de treinamento ambiental é voltado para estimular e desenvolver as competências individuais alinhadas à estratégia organizacional, a partir dos gaps de competência identificados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Batista da Silva, Universidade Nove de Julho - Uninove

Doutor, Programa de Pós-Graduação em Administração da UNINOVE, Mestrado e Doutorado, São Paulo. 

 

Priscila Rezende da Costa, Universidade Nove de Julho - Uninove

Doutora, Programa de Pós-Graduação em Administração da UNINOVE, Mestrado e Doutorado, São Paulo.

Publicado

2022-01-10