A PRODUÇÃO DE SOJA E SUA INFLUÊNCIA NAS VARIÁVEIS SOCIOECONÔMICAS DA REGIÃO DO MATOPIBA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol39n116.7693

Palavras-chave:

Agronegócio. Indicadores socioeconômicos. Desenvolvimento local.

Resumo

O artigo centrou-se em analisar a evolução do agronegócio da soja nos municípios do Matopiba e sua correlação  com os indicadores socioeconômicos da região. Trata-se de uma pesquisa explicativa, de abordagem quantitativa, tendo como amostra dados anuais de 160 municípios da região no período de 2004 à 2018. Por meio da regressão linear múltipla cruzou-se os dados de produção de grãos e os dados socioeconômicos dos municípios das regiões selecionadas. Com base nas variáveis escolhidas, os resultados indicaram uma correção significante para as quatro variáveis dependentes do estudo: Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal Saúde; Emprego e Renda; Educação; Geral. Sinalizando um poder explicativo em torno de 30% da produção de grãos sobre os indicadores socioeconômicos dos municípios das microrregiões do Matopiba estudadas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Nunes, Instituto Federal do Piauí

Ana Paula Nunes – 

Mestre em Gestão Pública pela Universidade Federal do Piauí –

Professora do Curso de Administração do Instituto Federal do Piauí

Eulalio Gomes Campelo Filho, universidade federal do piaui

Graduado em Administração pela Universidade Federal do Ceará (1997), Mestre em International Business Analysis pela Universidade de Leicester/Inglaterra (1999) e Doutor em Engenharia de Negócios (Administração) pela Universidade de Karlsruhe/Alemanha (2009). Atualmente é professor Associado I da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Coordenador do Mestrado Profissional em Administração Pública PROFIAP/UFPI. Foi Coordenador de Inovação da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI (2017-2019), Secretario de Convênios e Projetos da Pró-reitoria de Pesquisa da UFPI (2013-2016) e Orientador do Programa de Agentes Locais de Inovação do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas ? SEBRAE (2012-2014). Na área empresarial atuou em empresas como: Dow Chemical e POET AG. Tem experiência na área de Gestão, Inovação e Finanças, estando suas pesquisas atualmente focadas nos temas de Transformação e Inovação Organizacional, e Empreendedorismo.

Elcio Gustavo Benini, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Elcio Gustavo Benini -  Doutor em Educação pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul,

Doutor em Educação. É professor Adjunto da Escola de Administração e Negócios (ESAN) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Atua no Programa de Pós-graduação stricto sensu em Administração e no mestrado profissional em Administração Pública (Profiap). Participa do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Organizações, Trabalho e Educação (GEPOTE). Tem como temas de estudo e pesquisa: Teoria crítica das Organizações; Epistemologia; Economia Solidária; Autogestão; Administração Pública; Políticas Públicas e; Trabalho e educação.

Referências

ARAÚJO, et al. Spatiotemporal dynamics of soybean crop in the Matopiba region, Brazil (1990 – 2015). Land Use Policy, 2019, v.80, p.57-67, jan.2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.landusepol.2018.09.040

ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO BRASIL. Consulta indicadores socioeconômicos. (2019). Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/pt/consulta/. Acesso em: 01 de out. 2012.

BANCO MUNDIAL. Relatório sobre o desenvolvimento mundial de 2008. Agricultura e crescimento econômico. Disponível em: http://siteresources.worldbank.org/INTWDR2008/Resources/2795087-1191440805557/4249101-1191511674498/4252012-1192562307495/06_Crescimento_Alex.pdf. Acesso em: 20 dez. 2019.

BRASIL . Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Projeção do agronegócio: Bra¬sil 2015/2016 a 2025/2026. Brasília: Mapa, 2017. Disponível em: <https://goo.gl/GQ6Pys>. Acesso em 10 de fev. 2020.

BUAINAIN, A.M; GARCIA, J.R.;VIEIRA FILHO, J.E.R. Dinâmica da economia e da agropecuária no Matopiba. Rio de Janeiro: Ipea, 2017. DOI: https://doi.org/10.36920/esa-v26n2-6

BUAINAIN, A. M. et al. O mundo rural no Brasil do século 21: a formação de um novo padrão agrário e agrícola. Brasília: Embrapa, 2014.

BUAINAIN, A. M.; GARCIA, J. R. Pobreza rural e desenvolvimento do semiárido nordestino: resistência, reprodução e transformação. In: BUAINAIN, A. M.; DEDECCA, C. (Orgs.). A nova cara da pobreza rural: desenvolvimento e a questão regional. Brasília: IICA, 2013.

BRESSER, Luiz Carlos. Conceito histórico de desenvolvimento econômico. FGV, Rio de Janeiro, 2006.

BRUGNERA, J.V; DALCHIAVON, F.C. Modal ferroviário e transporte de soja no Matopiba. Revista iPecege,v.3(4), p.48-56, out.2017. DOI: https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.4.48

CARNEIRO, W. M. A.; SOBRINHO, J. N.; COELHO, M. C. S. G. Grãos nos cerrados nordestinos: produção, mercado e estruturação das principais cadeias. Fortaleza: BNB, 2006.

CASTRO, C. N. A agricultura no Nordeste brasileiro: oportunidades e limitações ao desen¬volvimento. Rio de Janeiro: Ipea, 2012.

CASTRO, L.S; MIRANDA, M.H; LIMA, J.E. Indicadores sociais de desenvolvimento e a produção de soja: uma análise multivariada nos 150 maiores municípios produtores brasileiros. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté – SP, v. 11, n. 1, p. 69-87, jan-abr/2015.

FÁVERO, L. P. Análise de dados: Modelos de Regressão com Excel, Stata e SPSS. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. 4. reimp. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) – Anexo metodológico. 2015. Disponível em:

< http://www.firjan.com.br/ifdm/downloads/>. Acesso em: 17set. 2019.

__________. Índice FIRJAN de desenvolvimento municipal. 2018. Disponível em: http://www.firjan.org.br/ifdm/>. Acesso em: 20 dez. 2019.

FIGUEREDO FILHO, Dalson B; SILVA JÚNIOR, José A. Desvendando os mistérios do Coeficiente de Correlação de Pearson ( r ). Revista Política Hoje, vol.18.n.1, 2009.

FREITAS, M. C. M. A cultura da soja no Brasil: o crescimento da produção brasileira e o sur-gimento de uma nova fronteira agrícola. Revista Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 7, n. 12, p. 1-12, mai. 2011.

GARCIA, J. R.; VIEIRA FILHO, J. E. R. Política agrícola brasileira: produtividade, inclusão e sustentabilidade. Revista de Política Agrícola, v. 23, n. 1, p. 91-104, jan./fev./mar. 2014.

GASQUES, J. G. et al. Produtividade e crescimento da agricultura brasileira. Brasília: Mapa, 2011.

GITE. Grupo de Inteligência Territorial Estratégica. Caracterização territorial estratégica do Matopiba. Embrapa: Campinas, 2015.

GUJARATI, D. N.; PORTER, D. C. Econometria Básica. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Panorama. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pi/urucui/panorama. Acesso em 20 dez. 2019.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico 2010 (Piauí). Características da população e dos domicílios. Resultados do universo. Rio de Janeiro: IBGE,

MATIAS-PEREIRA, J. Curso de planejamento governamental: foco nas políticas públicas e nos indicadores sociais. São Paulo: Atlas, 2012.

MIRANDA, Humberto; GOMES-JÚNIOR, Evaldo. Urbanização reflexa: a emergência de arranjos urbanos intermediários no Brasil pós-1990. EURE, Revista Latinoamericana de Estudios Urbano Regionales, v.43(130), p.207-234, set. 2017. DOI: https://doi.org/10.4067/s0250-71612017000300207

MIRANDA, H. Expansão da agricultura e sua vinculação com o processo de urbanização na Região Nordeste/Brasil (1990-2010). Revista EURE,v.38,n.114,p.173-201,maio 2012. DOI: https://doi.org/10.4067/S0250-71612012000200007

OLIVEIRA, R. J. S. P. Inovação ambiental e o arranjo produtivo local de soja no cerrado piauiense. 2015. f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) – Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2015.

OLIVEIRA, G. B. de. Uma discussão sobre o conceito de desenvolvimento. Revista FAE, v. 5, n. 2, p. 37-48, 2002.

PEREIRA, P.V. de Miranda; FIGUEREDO NETO, L.F. Variáveis socioeconômicas e gastos públicos ambientais dos municípios brasileiros: uma análise no período de 2005 – 2015. Rev. Adm. UFSM, Santa Maria, v.11, Ed. Especial ENGEMA, p. 826-842, 2018. DOI: https://doi.org/10.5902/1983465932062

PORCIONATO, G. Lanza; CASTRO, C. Nunes de; PEREIRA, C. Nascimento. Aspectos sociais do Matopiba: análise sobre o desenvolvimento humano e a vulnerabilidade social. Rio de Janeiro: IPEA,2018.

__________. Dinâmica econômica, infraestrutura e logística no Matopiba. Rio de Janeiro: IPEA, 2018.

PROCÓPIO, I.V; OLIVEIRA JÚNIOR, L.B.de; AMÂNCIO, Robson. O uso de indicadores de desenvolvimento local: o mapa de exclusão/inclusão social do município de Juiz de Fora. Revista de História Econômica & Economia Regional Aplicada – v. 4, n. 6, Jan-Jun 2009.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO – PNUD. O que é o IDH. 2018.Disponível em: <http://www.pnud.org.br/IDH/IDH. aspx?indiceAccordion=0&li=li_IDH>. Acesso em:27 mar. 2020.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬________. Relatório do Desenvolvimento Humano 2015. Disponível em: <http://www.pnud.org.br. Acesso em: 10 fev. 2020.

RHODEN, Anderson. O agronegócio e o desenvolvimento local. Jornal atualidades.net. Fevereiro de 2017. Disponível em: https://www.jornalatualidades.net/o-agronegocio-e-o-desenvolvimento-local/. Acesso em: 10 fev.2020.

RIBEIRO, F.G. Gestão pública e desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros. 2018. 88f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração e Controladoria) – Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade e Secretariado -Universidade Federal do Ceará, Fortaleza,2018.

ROCHA, L. E. V. ; MIRANDA, M. H. Abordagem das capacitações, educação e índice de desenvolvimento humano: uma análise para os municípios da região sul do Brasil. Anais: III Conferência Latino Americana e Caribenha sobre Abordagem das Capacitações e Desenvolvimento Humano. Porto Alegre : Pucrs, 2010.

RODRIGUES, Z.M.Ribeiro. Sistema de indicadores e desigualdade socioambiental intraurbana de São Luís – MA. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

RIBEIRO, F.G. Gestão pública e desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros. 2018. 88f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração e Controladoria) – Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade e Secretariado -Universidade Federal do Ceará, Fortaleza,2018.

SARRIS, A. H. O papel da agricultura no desenvolvimento econômico e na diminuição da pobreza: uma base empírica e conceitual. Grécia. Universidade de Atenas, 2001.

SCHALLENBERGER, E.; SCHNEIDER, I. E. Fronteiras agrícolas e desenvolvimento ter-ritorial: ações de governo e dinâmica do capital. Sociologias, v. 12, n. 25, p. 202-222, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-45222010000300008

SCHLINDWEIN, Cleiton Mateus; CARDOSO, Bárbara Françoise; SHIKIDA, Pery Francisco Assis. Evolução dos indicadores de desenvolvimento socioeconômicos dos municípios paranaenses que recebem royalties da Itaipu Binacional. Urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana (Brazilian Journal of Urban Management), v. 6, n. 3, p. 361-375, set./dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.7213/urbe.06.003.AC06

TABOSA, Francisco J. Silva et al. Desenvolvimento local e capital social: uma leitura sobre os núcleos e arranjos produtivos do estado do Ceará. (2012). Disponível em: Acesso em 08 agost.2019.

TABLEAU. Tableau public ©. 2019. Disponível em: <https://public.tableau.com/pt-br/s/>. Acesso em: 01 out. 2019.

TRZESNIAK, Piotr. Indicadores quantitativos: reflexões que antecedem seu

estabelecimento. Ci. Inf., 1998, vol.27, no.2, p.nd-nd. ISSN 0100-1965. Disponível no

endereço eletrônico: http://www.scielo.br/pdf/ci/v27n2/2729808.pdf. Acesso em 16 jan. 2020

UCLA. Institute for digitial research & education. Regression with SPSS for multiple regression analysis | SPSS annotated output. [S. l.], 2016. Disponível em: https://stats.idre.ucla.edu/spss/webbooks/reg/chapter1/regression-with-spss-annotated-spss-output-for-multiple-regression-analysis/. Acesso em: 15 jan. 2020.

Publicado

2023-01-09

Como Citar

Paula Nunes, A., Gomes Campelo Filho, E., & Gustavo Benini, E. . (2023). A PRODUÇÃO DE SOJA E SUA INFLUÊNCIA NAS VARIÁVEIS SOCIOECONÔMICAS DA REGIÃO DO MATOPIBA. Gestão & Regionalidade, 39(116). https://doi.org/10.13037/gr.vol39n116.7693