Do Dígito ao Digital: Uma Aproximação Entre o Conceito de Meios de Comunicação como Extensões do Homem, de McLuhan, e as Novas Tecnologias Digitais no Cotidiano social Digit to the Digital: Concerns About the Communication

Autores

  • Lucilene Cury USP
  • Cleotildi Tibiriçá
  • Ligia Capobianco USP

DOI:

https://doi.org/10.13037/ria.vol7n2.1665

Palavras-chave:

tecnologias de informação e comunicação, teoria mcluhiana, biometria, cognição, coti­diano social.

Resumo

A utilização crescente das tecnologias de comunicação e informação promove inúmeras mu­danças, cujos reflexos são perceptíveis nos mais variados setores da sociedade, tais como a economia, a cultura e a educação, dentre outros. A palavra digital origina-se do latim digitalis e foi inicialmente usada como medida, sendo que digitus significa dedo, elemento do sistema decimal. Atualmente, indica dados em forma de dígitos binários e é usada para definir sinais de comunicação digital. Cada vez há mais computadores que possuem leitores de impressão digital incorporados. Esses recursos biométricos, que permitem identificar uma pessoa pela leitura da sua impressão digital, já estão sendo utilizados para identificação das pessoas, como ocorreu nas eleições de 2010 no Brasil. Os reflexos dessas novas ações no cotidiano social são abordados neste artigo relacionado às pesquisas desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa CNPq – Cibernética Pedagógica – Laboratório de Linguagens Digitais – LLD – da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (Brasil).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-06-2012

Edição

Seção

Artigos Originais