ATIVIDADES CIRCENSES: UM PROGRAMA PARA MELHORIA DO REPERTÓRIO MOTOR DE ESCOLARES

Aline de Souza Caramês, Sara Teresinha Corazza, Daiane Oliveira da Silva

Resumo


Introdução: As atividades circenses podem ser parte integrante das aulas de Educação Física pela grande variedade de jogos a serem trabalhadas, como atividades aéreas, de interpretação, acrobacias e malabarismo. O malabarismo é o foco desse estudo considerando seu valor educativo e por envolver algumas capacidades e habilidades motoras básicas. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo verificar se há melhorias no repertório motor de alunos submetidos a um programa de atividades circenses com atividades de malabarismo. Materiais e Métodos: A pesquisa foi realizada com escolares na faixa etária de nove e dez anos, onde se realizou um pré teste que tratou de habilidades motoras básicas (saltar, arremessar, receber e manipular objetos); participaram de dez sessões, com a duração de 45 minutas cada, de aulas de malabarismo de lançamento, onde foram trabalhadas atividades de manipulação de objetos e, finalmente foi aplicado um pós teste. Resultados: Três dos quatro testes - agarrar uma bola arremessada com ambas as mãos (t= 4,50); arremessar uma bola em um alvo com a mão preferida (t= 9,43) e separar cartas com a mão preferida (t= 6,40) - tiveram resultados estatisticamente significativos quando comparados as médias dos pré e pós testes de acordo com o Teste t pareado. Conclusões: As diferenças significativas ressaltam a importância do rompimento da metodologia tradicional de ensino nas aulas de Educação Física, estimulando nos escolares as atividades circenses.

Palavras-chave


Aprendizagem Motora; Malabarismo; Habilidades Motoras

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol10n32.1429