OS EFEITOS DA GINÁSTICA LABORAL SOBRE AS HABILIDADES BÁSICAS DE FUNCIONÁRIOS DE SETORES ADMINISTRATIVOS THE EFFECTS OF GYMNASTICS ON BASIC SKILLS OF ADMINISTRATIVE EMPLOYEES

Autores

  • Stela Paula Mezzomo Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, no Rio Grande do Sul.
  • Andressa Ribeiro Contreira Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc.
  • Sara Teresinha Corazza Universidade Federal de Santa Maria – UFSM; Universidade Federal de Santa Maria – CEFD/UFSM.

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol8n25.1115

Palavras-chave:

ginástica laboral, coordenação motora fina, tempo de reação.

Resumo

Este estudo verificou o efeito da ginástica laboral nas habilidades básicas “tempo de reação” e “coordenação motora fina” de funcionários de setores administrativos. Participaram 23 funcionários de dois escritórios e de uma imobiliária da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, de ambos os sexos (idade média: 38 ± 12,4 anos). Os funcionários participaram da intervenção de ginástica laboral duas vezes na semana durante 12 semanas. A coordenação motora fina foi avaliada pelo Painel de Habilidades Motoras Finas e o tempo de reação, através de um software com estímulo visual. Empregou-se o teste t de Student para amostras pareadas com vistas à verificação da diferença nas variáveis mensuradas intragrupo, com nível de significância de p < 0,05, através do Pacote Estatístico SPSS, versão 11.0. Os resultados revelaram diferença estatisticamente significativa na coordenação motora fina (p = 0,000) após o programa, evidenciando a efetividade da ginástica laboral na melhora dos elementos motores. Já para o tempo de reação simples e de escolha, apesar dos melhores resultados após o programa, estes não foram significativos estatisticamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-02-02

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)