ATIVIDADE FÍSICA DE UNIVERSITÁRIOS BRASILEIROS: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Cristiano de Souza Oliveira, Alex Pinheiro Gordia, Teresa Maria Bianchini de Quadros, Wagner de Campos

Resumo


Introdução: A atividade física vem assumindo um papel fundamental na promoção da saúde nos últimos anos. Desta forma, torna-se interessante seu estudo nas diversas fases da vida. Nos últimos anos, observou-se um grande aumento na quantidade de estudantes universitários em nosso país. Com a entrada na universidade, os estudantes podem assumir condutas nocivas à saúde, tal como a diminuição do nível de atividade física. Objetivo: Revisar a literatura referente aos seguintes aspectos: a) contexto histórico da atividade física, sua relação com a saúde e instrumentos de avaliação; b) nível de atividade física dos universitários brasileiros e fatores associados; e c) prática de atividades físicas e o papel da universidade promotora da saúde. Materiais e métodos: A busca foi realizada nas bases de dados eletrônicas SciELO e Medline/PubMed, no site Google Acadêmico, em periódicos nacionais não indexados, busca especifica por autores e em livros clássicos da área. Resultados: Pode-se inferir que houve grande variação nas prevalências de inatividade física entre as investigações, sendo que este desfecho esteve associado ao sexo feminino e à falta de tempo. O instrumento de avaliação utilizado em todos os estudos foi o questionário, sendo que o IPAQ foi o mais usual. Conclusão: Tendo por base os dados da presente revisão, pode-se constatar a necessidade da elaboração e implantação de políticas públicas que auxiliem na construção de possibilidades para a prática de atividades físicas dentro da própria universidade, com vistas à melhoria da saúde e da qualidade de vida dos estudantes universitários brasileiros.


Palavras-chave


Estudantes Universitários; Adulto jovem; Atividade Física

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol12n42.2457

Indexadores: