AVALIAÇÃO DIETÉTICA DE MULHERES CLIMATÉRICAS ATENDIDAS EM UMA CLÍNICA-ESCOLA DE NUTRIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO DIETETIC EVALUATION OF CLIMACTERIC WOMEN TREATED AT A SCHOOL OF CLINICAL NUTRITION IN THE MUNICIPAL DISTRICT OF SÃO PAULO CLINICAL NUTRITION

Tamíres Missae Nosse, Sara Loraine de Novais Moreira, Kátia Cristina Andrade

Resumo


A nutrição adequada constitui-se como um importante fator preventivo de doenças altamente prevalentes
nessa fase da vida. Avaliar o consumo alimentar de mulheres climatéricas. Estudo transversal, por meio do qual
foram revisados prontuários de 31 mulheres atendidas na Clínica-Escola de Nutrição da Universidade Cruzeiro
do Sul. O consumo alimentar foi avaliado pelo diário alimentar de três dias, sendo analisados os seguintes elementos:
energia, macronutrientes, fibras, vitamina A, vitamina C, tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B12, cálcio, ferro,
zinco e sódio. A adequação energética foi avaliada conforme a necessidade estimada pela equação das Dietary
Reference Intakes (DRIs), sendo considerados adequados valores entre 90-110%. Os macronutrientes e as fibras
foram analisados pela recomendação da World Health Organization/Food and Agriculture Organization (WHO/FAO),
e os micronutrientes, pela Estimated Average Requirement (EAR) das DRIs, exceto o sódio, que foi analisado pela
recomendação das V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. Foi realizada a distribuição das frequências
absoluta e relativa, e medidas de tendência central e dispersão dos dados. A maioria das mulheres apresentou
ingestão inferior ao recomendado de energia (90,32%) e carboidratos (80,65%), superior ao de proteínas (83,67%)
e adequada ao de gorduras (51,61%). Com relação aos micronutrientes, a maioria apresentou ingestão insuficiente
de cálcio (83,87%), tiamina (70,97%), niacina (67,74%), zinco (67,74%), vitamina A (58,06%) e ferro (58,06%).
Nenhuma das mulheres apresentou ingestão adequada de fibras. A educação nutricional pode auxiliar a promoção
da saúde das mulheres climatéricas, já que os excessos ou deficiências nutricionais estão relacionados a
diversas doenças que mais acometem as mulheres nessa fase da vida.

Palavras-chave


climatério, consumo alimentar, estado nutricional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol7n21.297