TRAÇOS CULTURAIS DE PEQUENAS EMPRESAS DO SETOR MADEIREiRO

Carlos Eduardo Guedes Nogueira, Denise Del Prá Netto Machado

Resumo


A cultura organizacional tem sido tema de estudos
acadêmicos desde a década de 1980. Porém, poucos
estudos brasileiros procuram identificar semelhanças
em aspectos culturais entre empresas de
um setor específico. Esta pesquisa, efetuada junto
às indústrias madeireiras da região de Curitibanos,
objetivou identificar traços culturais relacionados às
dimensões, de ênfase no futuro ou no presente, e
de pessoalidade ou impessoalidade, na percepção
dos líderes destas empresas. Trata-se de pesquisa
quantitativa, descritiva e exploratória, realizada sob
a forma de um levantamento de corte transversal e
respondido por 67 líderes empresariais. Os resultados
apontam para uma cultura organizacional relativamente
homogênea com fortes traços de ênfase
no presente, e de pessoalidade. Encontrou-se também
uma relativa independência da cultura organizacional,
permitindo afirmar que a cultura organizacional
depende mais da própria cultura regional do
que dos produtos e do faturamento das empresas,
bem como da idade, escolaridade, gênero, tempo
de empresa, renda e cargo.
Palavras-chave: cultura organizacional, indústria
madeireira, traços culturais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol22n65.106

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora