FUNDOS DE CAPITAL DE RISCO: SUPORTE PARA ROMPER AS BARREIRAS DE ENTRADA?

Douglas Baldassi, Sérgio Crispim

Resumo


Este artigo analisa como os fundos de capital de
risco podem auxiliar as empresas receptoras de
investimento a se desenvolverem no mercado em
que atuam, sendo a análise baseada no “modelo
de concorrência ampliada”, de Michael Porter. Os
resultados da pesquisa exploratória, realizada com
gestores de fundos atuantes no mercado, mostram
que os fundos de capital de risco têm predisposição
para auxiliar de forma efetiva as empresas a romperem
as barreiras de entrada apenas quanto à
diferenciação do produto e quanto aos requisitos
de capital. As respostas obtidas indicam que a diferenciação
de produto é fator determinante para a
decisão de investir, e os fundos alocam recursos
adicionais para o desenvolvimento dos produtos.
Quanto ao capital, a conclusão foi que os fundos
têm predisposição para auxiliar as empresas, não
somente com investimento próprio, mas apoiando
a obtenção de recursos, sob a forma de capital ou
empréstimo, no mercado financeiro.
Palavras-chave: fundos de capital de risco, private
equity, barreiras de entrada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol25n73.153

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora