REDES FORMAIS E INFORMAIS ENTRE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS: Uma análise e comparação de suas estruturas gerais, similaridades e diferenças

Taís Pasquotto Andreoli, Sandra Bergamini Leonardo, Milton Carlos Farina, Ana Boteon de Lima

Resumo


O trabalho teve como objetivo analisar e comparar as redes sociais de amizade pessoal (informal) e de colaboração profissional (formal) de duas turmas de alunos universitários dos cursos de Administração e Contabilidade, segundo suas percepções e de acordo com a importância do relacionamento que eles conferem a si mesmos. Para que isso fosse possível, o trabalho realizou uma revisão da literatura focada nas bases conceituais de redes sociais, redes formais e informais e na análise de redes sociais. O procedimento metodológico adotado foi uma pesquisa de estudo de campo, realizada por meio da análise de redes sociais, que tem foco estrutural, compreendendo tanto sua perspectiva macro quanto micro. Foram utilizadas as medidas de centralidade (de grau, intermediação e proximidade) e as medidas estruturais (densidade e reciprocidade). Com isso, foi possível compreender as estruturas gerais das redes das duas turmas analisadas, identificando as similaridades e diferenças em relação às medidas adotadas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/g&r.v35i106.5284

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora