Hipertensão arterial em trabalhadores da estratégia saúde da família

Maria Lourdes Oshiro, Joel Saraiva Ferreira, Edgar Oshiro

Resumo


Introdução: A hipertensão arterial sistêmica é um importante fator de risco para a morbidade e mortalidade cardiovascular, considerada como um dos maiores problemas de saúde no Brasil. Objetivo: Verificar a ocorrência da hipertensão arterial e seus fatores de risco nos trabalhadores da estratégia saúde da família de Campo Grande-MS. Métodos: Foi realizada uma amostra estratificada por distrito sanitário (norte, sul, leste e oeste) com 350 pessoas, utilizando entrevista sobre estilo de vida, levantamento de medidas antropométricas, exames bioquímicos e medida da pressão arterial. Resultados: A prevalência de hipertensão arterial foi de 25,5%, sendo maior nos homens (37,8%), aumentada com avançar da idade, sem diferença quanto aos distritos sanitários. A síndrome metabólica foi de 22%. As alterações bioquímicas e antropométricas foram maiores nos hipertensos. Conclusão: Esforços devem ser empreendidos para melhorar o cuidado nessa categoria de trabalhadores pois estes também apresentam hipertensão arterial como um dos problemas de saúde.


Palavras-chave


Saúde Coletiva; Saúde do trabalhador

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol11n36.1786

Indexadores: