AVALIAÇÃO DO GRAU DE INFORMAÇÃO DA POPULAÇÃO DE SÃO CAETANO DO SUL SOBRE OS MALEFÍCIOS DA EXPOSIÇÃO EXCESSIVA AO SOL E O USO DE PROTETOR SOLAR EVALUATION OF THE DEGREE OF THE POPULATION INFORMATION OF SÃO CAETANO DO SUL ON THE HARM OF EXTREME SUN EXPOSURE

Autores

  • Daiana Soares dos Santos Universidade Municipal de São Caetano do Sul – USCS
  • Cássia Maria Furlan Universidade Municipal de São Caetano do Sul – USCS e Universidade do Vale do Sapucaí – Univás

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol6n17.358

Palavras-chave:

raios UV-A e UV-B, exposição solar, filtro solar, câncer de pele.

Resumo

Estudos revelam que, com a destruição da camada de ozônio, os raios solares estão chegando em maior quantidade à Terra. Esses raios são os UV-A e UV-B. A radiação solar é fundamental à vida, mas, quando em excesso, pode acarretar alguns malefícios ao organismo, como o câncer de pele, queimaduras e o envelhecimento precoce, por exemplo. Evidências mostram que, com a mudança de hábito da população em relação à exposição solar e com a falta de informação, houve um aumento na incidência desses malefícios à pele. A maneira mais correta de se evitarem os malefícios que a exposição solar pode acarretar é o uso de barreiras físicas ou químicas, que podem ser roupas, mudança para hábitos corretos de exposição e o uso de filtros solares adequados para cada tipo de pele. Este trabalho teve como objetivo avaliar o grau de conhecimento e de informação da população em relação aos malefícios da exposição excessiva ao sol, bem como sobre o uso de filtro solar. Os resultados obtidos apontam a necessidade de campanhas que incentivem mais o uso de protetor solar e a conscientização sobre os malefícios da exposição prolongada ao longo dos anos, pois os dados demonstraram que se conhecem os problemas, mas não se atentam à prevenção mesmo assim.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)