CONHECIMENTO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS SOBRE HPV, SUA RELAÇÃO COM CÂNCER DE ÚTERO E MÉTODOS PREVENTIVOS UNIVERSITY STUDENT’S KNOWLEDGE ABOUT HPV, AND ITS RELATION WITH UTERINE CANCER AND PREVENTIVE METHODS

Autores

  • Carolina Martins Anticaglia Universidade Municipal de São Caetano do Sul – USCS
  • Paula Regina Knox de Souza Universidade Municipal de São Caetano do Sul – USCS e Universidade Paulista – UNIP
  • Ricardo Raitz Universidade Municipal de São Caetano do Sul – USCS; Universidade Ibirapuera

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol6n15.536

Palavras-chave:

HPV, Câncer de Útero, Prevenção.

Resumo

O câncer de colo de útero, doença de evolução relativamente lenta, é freqüentemente causado por infecção viral transmitida sexualmente. O HPV (papiloma vírus humano) é capaz de induzir a formação de lesões de pele ou mucosa, sendo que sua detecção pode ser realizada clínica e histologicamente por meio do exame de Papanicolaou: um teste sensível, seguro, barato e de especificidade relativamente boa. Assim, é fundamental que tanto os atuais quanto os futuros profissionais de saúde possuam informações suficientes sobre a relação existente entre a infecção por HPV e o câncer de colo uterino, para orientar a população sobre a importância da prevenção e do exame Papanicolaou. Para avaliar este grau de conhecimento em universitários de saúde, foram escolhidos os alunos do curso de Farmácia da Universidade Municipal de São Caetano do Sul. A pesquisa baseou-se na aplicação de questionários que continham um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Das alunas questionou-se atividade sexual, realização de exame de Papanicolaou e seu objetivo, além de conhecimentos sobre o HPV. Aos alunos perguntou-se sobre atividade sexual, uso de preservativos e conhecimentos sobre o exame de Papanicolaou e HPV. Os questionários foram oferecidos a 140 alunos do curso de Farmácia, sendo que, destes, 81 aceitaram participar do estudo. A avaliação dos resultados mostrou que as alunas possuem maior conhecimento sobre HPV; os alunos, por outro lado, parecem mais desinformados. Apesar de a maioria dos futuros farmacêuticos possuir algum conhecimento sobre o HPV, sua relação com o câncer e a prevenção, uma parcela considerável, sobretudo de homens, mostra-se desinformada. Há necessidade de programas extraclasse específicos que atraiam a atenção dos graduandos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.