A lógica produtiva da publicidade num conto de Primo Levi

Autores

  • João Anzanello Carrascoza ESPM-SP

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol16n32.3192

Palavras-chave:

Consumo. Literatura. Publicidade.

Resumo

O discurso da publicidade contemporânea vem se capilarizando cada dia mais pelos meios de comunicação de massa e se adaptando a novas plataformas midiáticas. Sua lógica de produção se espalha por outros tipos de textualidades difundidas pelas mídias e se sedimenta como uma forma de publicização da vida cotidiana. À semelhança de outros estudos que temos empreendido, vamos investigar, por meio de um texto de ficção da literatura mundial, aspectos do consumo e da retórica da propaganda2. Desta vez, escolhemos, o conto “Escrito na testa”, do italiano Primo Levi. Conceitos da Análise do Discurso de linha francesa, da teoria literária e da linguagem publicitária serão mobilizados em nossa discussão – levando-nos a compreender, através desta narrativa ficcional, a estratégia de espraiamento da publicidade contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Anzanello Carrascoza, ESPM-SP

Doutor (2003) e mestre (1999) em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da USP, onde é professor. Docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM-SP, com pós-doutorado (2014) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Autor, entre outras obras, de Redação publicitária – A retórica do consumo (Saraiva, 2003), Do caos à criação publicitária (Saraiva, 2008) e Estratégias criativas da publicidade – Consumo e narrativa publicitária (Estação das Letras e Cores, 2014).

Downloads

Publicado

20-08-2015