SELF-DIGITAL E A (RE)PRODUÇÃO DE IMAGENS ORGANIZACIONAIS NAS MÍDIAS SOCIAIS

Tatiane Rodrugues Carvalho de Oliveira, Victor Laus-Gomes

Resumo


A proliferação do uso das imagens é uma realidade da comunicação digital. Com base nos pressupostos da teoria da complexidade, observa-se que a interação com as imagens das empresas, ao longo do tempo, constrói um processo identificatório e relacional com os usuários no ambiente digital. As imagens (re)produzem narrativas essenciais para a construção de identidades e do self-digital das organizações. Neste artigo são analisadas imagens do Instagram do banco público brasileiro Caixa Econômica Federal.


Palavras-chave


Imagens Organizacionais; Identidade Organizacional; Mídias Sociais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ci.vol21n46.6446



Indexadores de que a C&I faz parte:

 

 

Latindex

Latindex

 

ISSN 2178-0145