O imaginário em palimpsesto: um estudo sobre steve jobs como herói tecnológico à luz da psico-história-arquetípica

Autores

Palavras-chave:

Imaginário, Palimpsesto, Jornada do Herói, Apple, Steve Jobs, Psico-História Arquetípica.

Resumo

Este estudo intenta desvelar a presença de uma forma peculiar de relação com instâncias do sagrado arcaico, nas narrativas sobre o Steve Jobs presentes no imaginário contemporâneo. Optou-se pela utilização do termo palimpsesto, pelo fato de que se trata de um tipo de narrativa que prima pelo apagamento de uma mensagem pela sobreposição imediata de outra. Por meio do método da psico-história-arquetípica sugerido por Carl Gustav Jung, compara-se  os momentos da vida de Jobs  com o monomito do herói proposto por Joseph Campbell.  Como resultado entende-se que Jobs é percebido como um herói, um salvador e um mago pelos tecnofiéis, seguidores da  marca Apple o que implica uma remiltologização contemporênea da saga do herói.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Miklos, Unip - Universidade Paulista

Professor Titular do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura Midiática da Universidade Paulista. Graduado em História e Ciências Sociais. Mestre em Ciências da Religião e Doutor em Comunicação. Pós-doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Estágio de pesquisa no Vilém-Flusser-Archiv (Berlim) e no El Colegio de Frontera Sur (ECOSUR) (San Cristóbal de Las Casas, Chiapas, México). Vice-Presidente da ABCiber (Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura). Vice-Líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Estudos do Imaginário. Membro do CISC - Centro Interdisciplinar de Semiótica da Cultura e da Mídia vinculado à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Autor dos livros: Ciber-Religião: a construção de vínculos religiosos na cibercultura (Ideias e Letras) e Cultura e Desenvolvimento Local: Ética e Comunicação Comunitária (Saraiva). Os interesses de pesquisa alinham-se aos consecutivos temas: INTERSEÇÃO ENTRE COMUNICAÇÃO E RELIGIOSIDADE; TEORIAS DO IMAGINÁRIO; COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA; ECOLOGIA DA COMUNICAÇÃO e CULTURA DIGITAL. Atualmente desenvolve uma pesquisa financiada pela CAPES e pela UNIVERSIDADE PAULISTA com o título: CONTRIBUIÇÕES DA MÍDIA RELIGIOSA PARA A CONSTITUIÇÃO DA MASCULINIDADE HEGEMÔNICA.

Leonardo Torres, UNIP - Universidade Paulista

Doutorando em Comunicação e Cultura Midiática da Universidade Paulista de São Paulo. Foi Bolsista CAPES PROSUP. É também mestre em Comunicação pela mesma universidade. No mestrado, foi gratificado com Bolsa da CAPES PROSUP - dedicação exclusiva. É Representante Discente no Doutorado. Pós-graduando em Psicologia Analítica pelo Instituto Junguiano e Ensino e Pesquisa. Possui graduação em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda pelas Faculdades Dom Bosco do Rio de Janeiro. Produziu eventos como TEDxAEDB, IX Simpósio da ABCiber e VI ComCult. Pesquisa o imaginário técnico e tecnológico, a tecnossacralidade e suas relações na sociedade e na cultura. E também, pesquisa o Contágio Psíquico e Imaginário. É membro do Grupo de Pesquisa Mídia e Imaginário. E ainda, é/foi docente na pós-graduação e na graduação da UNICID, UMC e UNIP.

Downloads

Publicado

20-01-2021