Do jogo ao Espetáculo: a midiatização do streaming de games na plataforma Twitch

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol22n49.7463

Palavras-chave:

games, midiatização, Twitch

Resumo

Este trabalho analisa a plataforma de streaming Twitch a partir da perspectiva da midiatização, um processo que concebe o fenômeno de novos padrões de interação promovidos pelas mídias em sua relação com a sociedade. Compreendemos que a plataforma leva os usuários a novas experiências no mundo dos games, promovendo interferências na relação original, como o ato de assistir, narrar ou se inserir como figura influente, permitindo o advento de novas celebridades na sociedade do espetáculo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Jéssica Galdino, PUC-Campinas

Mestre em Linguagens, Mídia e Arte pela PUC-Campinas, Brasil. Bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade Paulista.

Tarcisio Torres Silva, PUC-Campinas

Professor pesquisador da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Brasil. Docente do mestrado em Linguagens, Mídia e Arte. Doutor em Artes Visuais pela Universidade Estadual de Campinas, com estágio no departamento de Estudos Culturais, Goldsmiths College, Universidade de Londres. 

Carlos Alberto Zanotti, PUC-Campinas

Jornalista, professor e pesquisador. Docente do mestrado interdisciplinar em Linguagens, Mídia e Arte e da Faculdade de Jornalismo na PUC-Campinas, Brasil. Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP).

Referências

AGUIAR, B. C. A figura híbrida do streamer de jogos: Oscilando entre autenticidade e performance. II Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, São Leopoldo. Anais... São Leopoldo: Unisinos, v. 1, 2, p. 6, 2018.

ALVES, S. Twitch e Disney fecham parceria para produção de conteúdo exclusivo. B9, 18 jan. 2018. Disponível em: <https://www.b9.com.br/85128/twitch-e-disney-fecham-parceria-para-producao-de-conteudo-exclusivo/>. Acesso em: 26 nov. 2019.

AMAZON.com to Acquire Twitch. Business Wire, 2014. Disponível em: <https://www.businesswire.com/news/home/20140825005820/en/Amazon.com-Acquire-Twitch>. Acesso em: 25 nov. 2019.

CASSELL, J.; JENKINS, H. From Barbie to Mortal Kombat: gender and computer games. 1. ed. Cambridge, Mass.: MIT Press, 1998. Disponível em: <https://archive.org/details/frombarbietomort00cass#maincontent>. Acesso em: 10 mai. 2020.

CASTELLS, M. O Poder da Identidade. 1. ed. São Paulo: Paz & Terra, 2018.

CISCO Visual Networking Index: Forecast and Trends, 2017–2022. Portal Cisco. 2018. Disponível em: <https://www.cisco.com/c/en/us/solutions/collateral/service-provider/visual-networking-index-vni/white-paper-c11-741490.html>. Acesso em: 9 fev. 2019.

DALL’AGNESE, C. T. W.; BARRICHELLO, E. M. M. R. Por uma abordagem ecológica e contextual da comunicação em tempos de midiatização profunda. Culturas Midiáticas, v. 11, n. 1, 2018. Disponível em: <http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/cm/article/view/40708>. Acesso em: 9 fev. 2019.

DEBORD, G. A Sociedade do Espetáculo. Cascais: Coletivo Periferia, 2003. Disponível em: <https://www.marxists.org/portugues/debord/1967/11/sociedade.pdf>. Acesso em: 9 fev. 2019.

GAMING video content (GVC) 2017. SuperData Research, 2017. Disponível em: <https://www.superdataresearch.com/market-data/gaming-video-content/>. Acesso em: 25 nov. 2018.

GOULAR, L. A.; NARDI, H. C. Jogos digitais, identidade e identificação não-masculina / não-heterossexual. Revista Estudos Feministas, v. 25, n. 1, 2017.

HEPP, A. As configurações comunicativas de mundos midiatizados: pesquisa da midiatização na era da “mediação de tudo”. MATRIZes, v. 8, n. 1, p. 45–64, 2014.

HICKS, A. Streamlabs Livestreaming Q4 Report: Tipping reaches $100M for the year; YouTube Dominates in Streamer Growth, increasing by 343% as Twitch rises 197% in 2017. Streamlabs, 25 jan. 2018. Disponível em: <https://blog.streamlabs.com/streamlabs-livestreaming-q4-report-tipping-reaches-100m-for-the-year-youtube-dominates-in-4bf450fae536>. Acesso em: 9 fev. 2019.

HJARVARD, S. A Midiatização da Cultura e da Sociedade. 1. ed. São Leopoldo: Unisinos, 2014.

JUNTANDO-se ao Programa de afiliados. Twitch.tv. 2018. Disponível em: <https://help.twitch.tv/customer/pt_br/portal/articles/2785927-juntando-se-ao-programa-de-afiliados#access>. Acesso em: 25 nov. 2019.

KARHAWI, I. Influenciadores digitais: conceitos e práticas em discussão. Communicare, v. Volume 17 – Edição especial de 70 anos da Faculdade Cásper Líbero, n. 17, p. 15, 2017.

KOWAL, M. et al. Different cognitive abilities displayed by action video gamers and non-gamers. Computers in Human Behavior, v. 88, p. 255–262, 2018.

MCGONIGAL, J. A realidade em jogo. Editora Best Seller, 2017.

MONTARDO, S. et al. Consumo digital como performance sociotécnica: Análise dos usos da plataforma de streaming de games Twitch. Comunicação Mídia e Consumo, v. 14, n. 40, p. 45–67, 2017.

NEWZOO. Newzoo Global Games Market Report 2018 | Light Version. Newzoo, 2018. Disponível em: <https://newzoo.com/insights/trend-reports/newzoo-global-games-market-report-2018-light-version/>. Acesso em: 16 set. 2019.

NEWZOO. Global Esports Market Report 2019 - Light Version. Newzoo, 2019a. Disponível em: <https://resources.newzoo.com/hubfs/Reports/2019_Free_Global_Esports_Market_Report.pdf>. Acesso em: 16 set. 2019.

NEWZOO. Insights Into Latin America’s Esports Fans. Newzoo, 2019b. Disponível em: <https://www.the-esports-bar.com/content/dam/sitebuilder/rm/esports-bar/pdf/Esports_Business_in_LATAM.pdf>. Acesso em: 10 set. 2019.

OLIVEIRA, L. P. et al. Restrições de Stream de Vídeo no Brasil. Conexões - Ciência e Tecnologia, v. 11, n. 3, p. 113–119, 2017.

PAAßEN, B.; MORGENROTH, T.; STRATEMEYER, M. What is a True Gamer? The Male Gamer Stereotype and the Marginalization of Women in Video Game Culture. Sex Roles, v. 76, n. 7, p. 421–435, 2017.

PAZ, S.; MONTARDO, S. P. Performance play: consumo digital como performance no streaming de games da plataforma Twitch. Fronteiras - estudos midiáticos, v. 20, n. 2, p. 190-203–203, 2018.

PESQUISA Game Brasil 2019. Sioux Group, 2019. Disponível em: <https://www.pesquisagamebrasil.com.br/>. Acesso em: 23 set. 2019.

SANTAELLA, L. Comunicação ubíqua: Repercussões na cultura e na educação. 1a Edição ed. São Paulo: Editora Paulus, 2013.

SEULA, R. S.; AMARO, M. Procedimentos para análise de performance de streamers de games. XVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE JOGOS E ENTRETENIMENTO DIGITAL, Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu: PUC-PR, p. 7, 2018.

SILVA, M. P.; TAVARES, D. C. O espetáculo midiático contemporâneo na construção social. Culturas Midiáticas, v. 6, n. 1, 2013. Disponível em: <http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/16200>. Acesso em: 9 fev. 2019.

SJÖBLOM, M. et al. The ingredients of Twitch streaming: Affordances of game streams. Computers in Human Behavior, v. 92, p. 20–28, 2019.

TIC Domicílios 2018. CETIC.BR, Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação. 2019. Disponível em: <http://www.cetic.br/portaldedados/>. Acesso em: 29 set. 2019.

ZICHERMANN, G.; CUNNINGHAM, C. Gamification by Design: Implementing Game Mechanics in Web and Mobile Apps. O’Reilly Media, Inc., 2011.

Downloads

Publicado

15-06-2021