AS CONTRIBUIÇÕES DA NEUROCIÊNCIA POR MEIO DE PROJETOS DE INCENTIVO À LEITURA NOS PRIMEIROS ANOS DE ESCOLARIZAÇÃO

Autores

  • Silvana Costabeber Guerino UNIVERSIDADE FRANCISCANA -UFN
  • Janaína Pereira Pretto Carlesso UNIVERSIDADE FRANCISCANA -UFN

DOI:

https://doi.org/10.13037/rea-e.vol4n8.5890

Resumo

O presente trabalho apresenta uma abordagem sobre as contribuições da Neurociências para à Educação, possibilitando uma melhor compreensão sobre o processo de ler, aprender e guardar saberes (memorização). Em adição, evidencia que as experiências vividas nas etapas iniciais do desenvolvimento humano exercem uma grande influência na estruturação e funcionamento do cérebro, (órgão) onde se dá todo o processo da aprendizagem. Desse modo, as práticas de leitura no âmbito escolar configuram-se numa fonte de incentivos para estimular o cérebro das crianças, e ainda, promover saberes que conduzem a uma postura crítico-reflexiva, extremamente relevante para a formação cognitiva, técnica, emocional, cultural e social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Costabeber Guerino, UNIVERSIDADE FRANCISCANA -UFN

MESTRADO EM ENSINO DE HUMANIDADES E LINGUAGENS

Janaína Pereira Pretto Carlesso, UNIVERSIDADE FRANCISCANA -UFN

Possui graduação em Psicologia pelo Centro Universitário Franciscano (2004), é especialista em educação especial: altas habilidades/superdotação pela UFSM (2007). Cursou mestrado em Distúrbios da Comunicação Humana pela Universidade Federal de Santa Maria (2011). Doutora pela Universidade Federal de Santa Maria no Programa de Pós-graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. Atualmente é professora adjunta do curso de Psicologia e do Curso de Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens da Universidade Franciscana,atuando na Linha de Pesquisa ?Ensino, epistemologias e formação docentE.

Downloads

Publicado

2020-03-23

Edição

Seção

ARTIGOS FLUXO CONTÍNUO

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)