Trabalho e Emancipação: O Caso dos Ex-Cortadores de Cana-de-Açúcar da Região Nordeste Do Estado do Paraná

Autores

  • Patrícia Rodrigues da Silva CESPAR - Centro de Ensino Superior de Maringá
  • Maria Iolanda Sachuk UEM - Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol28n83.1414

Resumo

Este artigo busca desvendar se os ex-cortadores de cana-de-açúcar que atualmente exercem atividades administrativas em nível operacional, nas usinas sucroalcooleiras da Região Noroeste do Estado do Paraná, manifestaram indícios de emancipação humana a partir da ação dialógica com seus ajustes profissional. A pesquisa é qualitativa do tipo descritiva, cujo corte temporal foi seccional. Os resultados apontam que: os ex-cortadores de cana-de-açúcar necessitam estar preparados, para aproveitar as oportunidades que as usinas lócus da pesquisa venham a lhes conceder e, são responsáveis por sua ascensão na estrutura hierárquica e social e por seu ajuste profissional; por meio dos relatos dos ex-cortadores de cana-de-açúcar não foi possível observar indícios de emancipação após o ajuste profissional. Pois, não foi identificada a ação dialógica e, tampouco o entendimento mútuo. Concluiu-se que os participantes da pesquisa foram cooptados e absorvidos pela ideologia das usinas na região noroeste do Estado do Paraná.

PALAVRAS-CHAVE: ajuste profissional; agir comunicativo; emancipação humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Rodrigues da Silva, CESPAR - Centro de Ensino Superior de Maringá

Professora do CESPAR - Centro de Ensino Superior de Maringá - Mestre em Administração pela UEM - Universidade Estadual de Maringá

Maria Iolanda Sachuk, UEM - Universidade Estadual de Maringá

Profª. do Programa de Pós-graduação em Administração - PPA-UEM/UEL - Doutora em Administração pela FGV-EAESP

Downloads

Publicado

07-09-2012