Territorialidade em uma organização-cidade: o movimento quarteirão do soul

Kary Emanuelle Reis Coimbra, Luiz Alex Silva Saraiva

Resumo


Nesse artigo objetiva-se analisar a territorialidade em uma organização-cidade. Em uma rua do centro de Belo Horizonte foi conduzida uma pesquisa exploratório-descritiva com base em observação sistemática e material iconográfico. Os principais resultados sugerem que, como um mesmo espaço pode abrigar vários lugares, a territorialidade é dinâmica, o que leva a encarar o lugar como uma construção social. As principais contribuições do estudo se relacionam a considerar as intervenções sociais no espaço urbano sob a ótica simbólica, devendo ser a cidade vista para além de seus limites físicos e geográficos, já que ela é o que o seu povo acredita, vivencia e (re)cria.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol29n86.2104

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora