POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS E SUAS IMPLICAÇÕES NA CADEIA DA LOGÍSTICA REVERSA DE MICROCOMPUTADORES NO BRASIL

Autores

  • Jacques Demajorovic
  • João Ernesto Brasil Migliano

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol29n87.2155

Resumo

A Política Nacional de Resíduos Sólidos obriga o setor de microcomputadores a implantar a logística reversa por meio de acordos setoriais. Este artigo teve como objetivo discutir os principais desafios e perspectivas para a implementação da logística reversa na cadeia de suprimentos de microcomputadores no mercado brasileiro. Os procedimentos metodológicos privilegiam a realização de entrevistas em profundidade com representantes da cadeia reversa que compõem o acordo setorial previsto em Lei. Resultados dessa investigação indicam a importância da aprovação da PNRS e da potencialização do diálogo entre os vários membros da cadeia de eletroeletrônicos por meio dos acordos setoriais. Identificou-se também a resistência das empresas em entender a logística reversa como uma oportunidade de novos modelos de negócios e a ausência de tecnologia no Brasil para recuperar materiais mais valiosos presentes nos microcomputadores. Entraves para a integração das cooperativas de catadores nas atividades de destinação de microcomputadores também foram identificados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacques Demajorovic

Professor do Programa de Pós-Graduação emAdministração do Centro Universitário da FEI – São Paulo (SP), Brasil.

João Ernesto Brasil Migliano

Mestre em Administração pelo Centro Universitário da FEI – São Paulo (SP), Brasil.

Downloads

Publicado

18-12-2013

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)