Governança Corporativa e Risco: uma análise durante crises ocorridas na primeira década do século XXI

Fernanda Maciel Peixoto, Hudson Fernandes Amaral, Laíse Ferraz Correia

Resumo


Neste estudo, analisou-se a relação entre governança corporativa e risco em empresas brasileiras de capital aberto em períodos de crise e de não crise, no período de 2000 a 2009. Tal período foi segmentado em três subperíodos: crises locais (2000-2002); não crise (2003-2007); e crise global (2008-2009). Inicialmente, desenvolveu-se um índice de qualidade da governança através da abordagem análise de componentes principais. Em seguida, foi utilizado o modelo de regressão em painel, para investigar a relação entre o índice de governança construído e os aspectos de risco no contexto brasileiro. Trabalhou-se com os seguintes indicadores para risco: beta e custo médio ponderado de capital. Como resultados principais, constatou-se que as medidas de risco não apresentaram relação significativa com o índice de governança. Exceção se faz para o beta em algumas especificações. Ressalta-se que as variáveis dummies para crise absorveram de forma coerente o movimento das medidas de risco no período.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol30n90.2329

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora