FATORES CONDICIONANTES DA FORMAÇÃO DE UMA REDE HORIZONTAL ENTRE FRANQUEADAS

Autores

  • Luiz Henrique Figueira Marquezan Professor do Curso de Ciências Contábeis – Centro Universitário Franciscano – UNIFRA
  • Marcos Antonio de Souza Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol31n91.2597

Resumo

O objetivo do artigo é identificar os fatores condicionantes da formação de uma rede horizontal entre franqueadas para atividades de compras. Trata-se de um estudo de caso único, desenvolvido com abordagens descritiva e qualitativa, realizado no segundo semestre de 2013. Foram pesquisados documentos de 2011 a 2013, observadas rotinas da operacionalização e entrevistados três integrantes da rede. Os principais resultados indicam que ambiente de franquias contribuiu para aproximação dos participantes da rede, pelo conhecimento prévio e atuação conjunta, reduzindo incertezas e promovendo maior confiança. No entanto, eleva os riscos pelo aumento da confiança, tais como a não previsão do tratamento de litígios entre os participantes e os fornecedores e desistências de integrantes. Também limita a expansão da rede para categorias de compras e entrada de novos parceiros. O ambiente é restrito entre as empresas da franquia e os materiais primários são regulados pela franqueadora, impedindo ganhos com esses fatores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Henrique Figueira Marquezan, Professor do Curso de Ciências Contábeis – Centro Universitário Franciscano – UNIFRA

Doutorando em Ciências Contábeis - UNISINOS

Mestre em Ciências Contábeis - UNISINOS

Especialista em Controladoria e Finanças - UFSM

Bacharel em Ciências Contábeis - UFSM

Marcos Antonio de Souza, Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da UNISINOS

Doutor em Controladoria e Contabilidade – FEA/USP

Downloads

Publicado

27-03-2015