DESENVOLVIMENTO REGIONAL SOB A ÓTICA DO RECONHECIMENTO DA INDICAÇÃO GEOGRÁFICA: O CASE DO VALE DOS VINHEDOS, A PARTIR DA PERCEPÇÃO DOS ATORES SOCIAIS

Dieter Rugard Siedenberg, Aleteia Hummes Thaines, Daniel Knebel Baggio

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o desenvolvimento socioeconômico da área delimitada da região do Vale dos Vinhedos, localizada nos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, no estado do Rio Grande do Sul, a partir do reconhecimento da indicação geográfica e da percepção dos atores sociais envolvidos no processo. A pesquisa é qualitativa, descritiva, numa perspectiva histórica, a partir de um olhar dos próprios sujeitos envolvidos, isto é, produtores de vinhos, gestores das associações locais, representantes do poder público e técnicos que formataram o processo de reconhecimento da indicação de procedência dos vinhos. Os dados foram coletados a partir de questionários e entrevistas com os atores sociais mencionados. Os resultados proporcionaram, inicialmente, as concepções de desenvolvimento (local, endógeno), propriedade intelectual e indicações geográficas, a fim de fundamentar esta pesquisa, visando demonstrar o fomento do desenvolvimento da região do Vale dos Vinhedos por sua indicação de procedência. Além disso, esta pesquisa analisa o case dessa região, procurando evidenciar as implicações econômicas e sociais desse reconhecimento sobre o desenvolvimento do Vale dos Vinhedos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol33n99.2771

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora