O AQUI E O ALI DA CULTURA REGIONAL EM PRÁTICAS ADMINISTRATIVAS: A EXPANSÃO ORGANIZACIONAL DE UM GRUPO VAREJISTA DE AUTOPEÇAS

Autores

  • Jose Lindenberg Julião Xavier Filho
  • Henrique César Muzzio Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
  • Fernando Gomes de Paiva Jr Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
  • Jefferson Lindberght de Sousa Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol31n91.2775

Resumo

O estudo analisa a expansão territorial e os efeitos da cultura regional nas estruturas e práticas administrativas presentes num caso do segmento de varejo de autopeças. O objetivo reside em descrever a influência da cultura regional no processo de expansão de um grupo varejista pernambucano. Por meio de um estudo de caso, os resultados apresentam indicíos de que a cultura é central para a compreensão da prática gerencial, inclusive em atividades de gestão de pessoas e políticas comerciais. Os valores da sociedade e dos indivíduos se imbricam com resultado em culturas híbridas que mantém o tecido social em constante movimento e num típico fluxo cultural, revelando tanto traços de uma cultura nacional como patriarcalismo, baixa formalidade e centralização do poder, quanto elementos da cultura regional expressos por laços frágeis de confiança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jose Lindenberg Julião Xavier Filho

Doutorando em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Mestre em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Especialista MBA em Gestão Estratégica Avançada de Negócios pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Graduado em Administração pela Faculdade de Ciências da Administração de Garanhuns (FAGA/AESGA).

Henrique César Muzzio, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Doutor em Administração pela EAESP-FGV (Conceito 7 - CAPES). Professor Adjunto da UFPE - Departamento de Ciências Administrativas (DCA). Programa de Pós-Graduação em Administração (PROPAD). Líder de Tema EPQ (ANPAD). Pesquisador do Lócus de Investigação em Economia Criativa. Mestre em Administração pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Graduado em Administração (UECE). Pesquisas com ênfase em Estudos Organizacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Identidade e Relações de Trabalho; Economia Criativa; Simbolismo.


Fernando Gomes de Paiva Jr, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004), Mestre em Administração pela Universidad de Deusto, País Basco, Espanha (1990) e Graduado em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco (1985). Atualmente é professor adjunto IV da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), membro do Comitê Científico da Divisão de Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação (GCT) da ANPAD - Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração e membro da diretoria da Associação Nacional de Estudos em Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas (ANEGEPE). Integra o Grupo de Pesquisa Lócus de Investigação em Economia Criativa, atuando nas áreas de Inovação, Empreendedorismo, Redes de Negócio e Estudos Culturais e tem interesse de pesquisa nas áreas de Novas Tecnologias de Gestão e Economia Criativa.

Jefferson Lindberght de Sousa, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Possui graduação e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco. é servidor efetivo da Fundação Joaquim Nabuco desde 1993. Atualmente é doutorando em Administração pelo PROPAD/DCA/CCSA, da Universidade Federal de Pernambuco.

Downloads

Publicado

02-04-2015