Desenvolvimento de Métricas para Avaliação da Competitividade de Clusters: uma aplicação empírica no setor têxtil

Autores

  • Cristina Espinheira Costa Pereira FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)
  • Greici Sarturi FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)
  • João Maurício Gama Boaventura FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)
  • Edson Fernandes Polo FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol30n90.2894

Resumo

O objetivo deste estudo consiste em desenvolver métricas para avaliação da competitividade de clusters. O modelo teórico adotado foi de Zaccarelli et al. (2008), o qual apresenta 11 fundamentos de competitividade de clusters. A pesquisa classifica-se como qualitativa exploratória, cujos dados foram levantados através de fontes primárias (entrevistas em profundidade) e secundárias (análise de documentos). Como resultado, desenvolveram-se métricas exequíveis e adequadas à avaliação da competitividade de clusters. Além disso, foi verificada a presença dos onze fundamentos no Brás e a apreciação de cada métrica permitiu uma descrição detalhada das características que tornam o Brás um cluster competitivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Espinheira Costa Pereira, FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)

Doutoranda em Administração na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). Possui mestrado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Pernambuco, bacharelado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Alagoas. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: estratégia competitiva, clusters e redes de negócios. Participa do grupo de pesquisa CNPq chamado Stakeholders e Networks.

Greici Sarturi, FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)

Doutoranda em Administração pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). É graduada em Administração pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Participa do grupo de pesquisa Stakeholders e Redes.

João Maurício Gama Boaventura, FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)

Graduado em Administração e em Ciências Contábeis pela FEA-USP. Mestre e Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo. Pós-Doutor em Administração na EAESP-FGV e Livre-Docente pela FEA-USP. Atualmente é Professor da FEA-USP e também atua como Professor na Fundação Instituto de Administração FIA, na Fundação Escola Comércio Álvares - FECAP e no Programa de Mestrado em Administração da Universidade Paulista UNIP. Editor da Revista Brasileira em Gestão de Negócios RBGN e revisor da Revista de Administração - RAUSP, da Revista Gestão & Regionalidade, da Revista Angrad e da Revista Administração e Inovação - RAI. Avaliador do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais INEP. Desenvolve pesquisas na Área de Administração, com ênfase em Estratégia nos temas: Cenários, Estratégia, Rede de Negócios, Clusters e Stakeholders.

Edson Fernandes Polo, FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo)

Graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas, Mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas, Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo e Livre-Docente em Marketing pela Universidade de São Paulo. Professor Associado do DA/FEA/USP, pesquisador, palestrante e consultor de empresa. Linhas de pesquisa: estratégia e competitividade.

Downloads

Publicado

15-12-2014

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)