Percepção das normas da vigilância sanitária pelos agricultores familiares de Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna

Augusto Fischer, Daniela Marini, Cesar Augustus Winck

Resumo


Este estudo objetivou identificar as percepções dos agricultores familiares quanto às normas sanitárias para produzir e comercializarseus produtos nos municípios de Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna, no meio oeste de Santa Catarina. Foram utilizadasas perspectivas da pesquisa quantitativa e qualitativa, a abordagem exploratória e descritiva e os procedimentos dapesquisa de campo e documental. Os dados primários foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com 135agricultores familiares e complementados com observações. As entrevistas foram realizadas nos sindicatos de trabalhadoresrurais locais e na feira de comercialização de produtos coloniais em Joaçaba. Apurou-se que os agricultores reconhecem anecessidade das normas sanitárias, mas as exigências são excessivas e caras, dificultando as adequações, particularmentepara agricultores com pequena escala de produção e baixa renda. Identifica-se a necessidade de ações públicas de apoiopara implementar as normas sanitárias no cotidiano de agricultores familiares.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol32n95.2898

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora