Análise da decomposição estrutural da cadeia produtiva via matriz insumoproduto do município de Toledo (PR), Brasil, 2009

Autores

  • Cleverson Neves Universidade Estadual de Londrina - UEL Departamento de Economia
  • Umberto Antonio Sesso Filho Universidade Estadual de Londrina - UEL Departamento de Economia
  • Márcia Regina Gabardo da Camara Universidade Estadual de Londrina - UEL Departamento de Economia
  • Paulo Rogério Alves Brene Universidade Estadual do Norte do Paraná-UENP Departamento de Economia
  • Emerson Guzzi Zuan Esteves Universidade Estadual de Maringá - UEM Departamento de Economia

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol32n96.3296

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a estrutura produtiva do município de Toledo para o ano de 2009, bem como os efeitos intersetoriais diretos e indiretos em produção, emprego e rendimentos, calculados a partir da matriz insumo-produto (MIP) municipal. Para tal, aplicouse o método proposto por Guilhoto e Sesso Filho, que estimou a MIP do Brasil para 2009. A partir da metodologia do quociente locacional (QL) proposta por Miller e Blair e do método proposto por Brene et al., estima-se a MIP municipal, utilizando os dados coletados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego. Na pesquisa foi identificado que o setor de indústria química e farmacêutica é o motriz da economia toledana, contendo o maior poder de encadeamento entre os setores da cadeia produtiva local. A identificação dos setoreschave é o primeiro passo para formulações estratégicas de políticas setoriais que fomentam de fato o crescimento econômico local.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleverson Neves, Universidade Estadual de Londrina - UEL Departamento de Economia

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Londrina (2007).
Pós graduando em Economia Empresarial pela Universidade Estadual de Londrina (2010).
Mestre em Economia Regional e Urbana pela Universidade Estadual de Londrina (2015).
Doutorando em Teoria Economica pela Universidade Estadual de Maringá (2015)

Umberto Antonio Sesso Filho, Universidade Estadual de Londrina - UEL Departamento de Economia

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Economia Aplicada pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1999) e doutorado em Economia Aplicada pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2003). Atualmente é professor associado da Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: insumo-produto, economia regional, economia brasileira, emprego e indústria automobilística.

Márcia Regina Gabardo da Camara, Universidade Estadual de Londrina - UEL Departamento de Economia

Possui graduação em Economia pela Universidade de Brasília (1980), mestrado em Economia pela Universidade de São Paulo (1986) e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo (1993). Atualmente é professor associado c da Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Organização Industrial e Estudos Industriais, atuando principalmente nos seguintes temas: competitividade, inovação, economia regional e agronegócio no Brasil e no Paraná.

Paulo Rogério Alves Brene, Universidade Estadual do Norte do Paraná-UENP Departamento de Economia

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Londrina (2000), Mestre em Economia Empresarial pela Universidade Candido Mendes (2005) e Doutor em Desenvolvimento Econômico pela UFPR (2013).

Emerson Guzzi Zuan Esteves, Universidade Estadual de Maringá - UEM Departamento de Economia

Possui graduação em engenharia civil pela Universidade Estadual de Londrina (1998) , graduação em economia pela Universidade Estadual de Londrina (2004) , especialização em economia empresarial pela Universidade Estadual de Londrina (2011) , especialização em administração financeira, contábil e controladoria pela faculdade estadual de ciências econômicas de apucarana (2000) e mestrado em Economia Regional pela Universidade Estadual de Londrina (2013) . Tem experiência na área de Economia.

Downloads

Publicado

10-11-2016