RELAÇÃO ENTRE MONITORAMENTO E ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA: UM ESTUDO DA PERCEPÇÃO DE PROFISSIONAIS DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA

Autores

  • Maria Cristina Pereira Pimentel Programa de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo (SP), Brasil
  • Fernando Carvalho de Almeida Universidade de São Paulo, São Paulo (SP), Brasil

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol33n99.3325

Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo investigar a relação entre o modo como uma organização monitora o seu ambiente externo e a sua orientação estratégica e baseou-se no modelo teórico de Daft e Weick. Esses dois constructos foram avaliados através da percepção de profissionais relacionados a atividades de monitoramento nas organizações em que atuam. A abordagem escolhida foi quantitativa, utilizando-se a pesquisa descritiva e explanatória como método de pesquisa. Os dados foram analisados através de técnicas estatísticas descritivas, não paramétricas, e de análise multivariada. Os resultados indicam uma relação entre os dois constructos investigados, sendo que a procura formal por informações se destacou mais nas organizações analíticas e prospectoras e a procura informal, nas reativas e defensivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina Pereira Pimentel, Programa de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo (SP), Brasil

Mestre em Ciências pelo Programa de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo

Fernando Carvalho de Almeida, Universidade de São Paulo, São Paulo (SP), Brasil

Doutor em Administração pela Ecole Supériure des Affaires da Université de Grenoble, professor livre-docente da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

29-08-2017