A expansão do crédito no Brasil: uma ferramenta para o desenvolvimento socioeconômico

Gabriel de Andrade Ivo, Diogo Batista de Freitas Cruz, Flavia Braga Chinelato, Fabrício Ziviani

Resumo


O mercado de crédito brasileiro sofre há tempos com a instabilidade macroeconômica e da alta inflação. Porém, desde que a inflação foi controlada e com a implantação do Plano Real em 1994, a quantidade de crédito concedido às famílias aumentou substancialmente. O objetivo deste trabalho é avaliar a evolução do crédito no Brasil, no período recente, mostrando como as políticas adotadas pelo governo influenciaram o consumo das famílias. Nos últimos anos, o crescimento da economia esteve calcado no consumo, principalmente, pelas políticas econômicas e sociais adotadas. Isso permitiu maior acesso a produtos e serviços, porém, menor preocupação com investimento e poupança, impactando diretamente o desenvolvimento e desempenho da atividade econômica. Esses levantamentos são analisados com os demais contidos no artigo, corroborando com o argumento de expansão creditícia e as principais contribuições e necessidades para estudos e acompanhamentos futuros, com base na corrente de trabalhos que estudam as variáveis institucionais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol32n95.3357

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora