Adaptação e validação de instrumento para mensurar a satisfação dos usuários de sistemas de informações no Brasil

Autores

  • Edilson Helio Santana Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Universidade Municipal de São Caetano do Sul
  • Fernando Thiago Universidade do Estado de Mato Grosso Universidade Municipal de São Caetano do Sul
  • Francisco Mirialdo Chaves Trigueiro Universidade Federal de Mato Grosso Universidade Municipal de São Caetano do Sul
  • Leandro Campi Prearo Universidade Municipal de São Caetano do Sul

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol32n96.3860

Resumo

Este estudo tem por objetivo adaptar o instrumento criado por Doll e Torkzadeh com validação empírica da manifestação da satisfação de usuários finais de sistemas de gestão empresarial no Brasil. Os resultados da análise fatorial exploratória apontaram para a formação de seis fatores de satisfação dos usuários: acurácia, conteúdo, formato, exatidão, facilidade de uso e adequação. Os fatores foram submetidos a análise fatorial confirmatória, a qual sugeriu a exclusão do fator “adequação”. Os resultados foram submetidos a modelagem de equações estruturais para delinear a satisfação dos usuários em relação ao sistema, e os componentes “acurácia” e “facilidade de uso” explicam respectivamente 38,7% e 64,5% da equação. Por fim, obteve-se um instrumento composto por cinco fatores e 30 itens. Em geral, o modelo, em sua adaptação para usuários brasileiros, se mostrou eficaz como instrumento de diagnóstico de satisfação de sistemas de informações.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edilson Helio Santana, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Doutorando em Administração de Empresas pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul - SP. Mestre em Administração pela Faculdade Cenecista de Varginha (2006). Bacharel em Administração pela Universidade Braz Cubas (1993). Bacharel em Psicologia pela Universidade o Estado de Minas Gerais (2011). Professor no quadro de servidores efetivos no CEFET/MG (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais). Possui as seguintes especializações: na área de Administração - Gestão Contábil, Auditoria, Controladoria; Na área de Computação - Sistemas Computacionais e na área de Psicologia - Terapia Cognitivo-Comportamental. Possui forte experiência na área de Gestão de Recursos Humanos, Tenologia da Informação, Gestão da Produção e Gestão de Custos áreas em que atuou como consultor por 19 anos. Atua como docente a 21 anos lecionando em instituições de ensino superior. Possui alguns artigos publicados, participação em congressos, bancas de seleção de docentes, orientações de monografias, trabalhos de conclusão de curso e comissões. As áreas de interesse: Recursos Humanos, Gestão Industrial, Sistemas e Tecnologias da Informação e Ciências Cognitivas. Atualmente tem como área de pesquisa a construção de teorias organizacionais.

Fernando Thiago, Universidade do Estado de Mato Grosso Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Doutorando em Administração pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Mestre em Ciências Ambientais pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2011), possui especialização (pós-graduação Lato Sensu) em Gestão Pública pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2013) e em Magistério do Ensino Superior pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão (2004) e graduação em Administração pela Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior (2003). Atualmente é Técnico Administrativo do Ensino Superior do Campus de Alto Araguaia da UNEMAT e Tutor de disciplina e orientador de TCC do Curso de Administração Pública da UAB/UNEMAT. Atua nos seguintes temas: Administração, Gestão Pública, Gestão de Pessoas, Educação do Ensino Superior e Ciências Ambientais/Educação Ambiental.

Francisco Mirialdo Chaves Trigueiro, Universidade Federal de Mato Grosso Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Possui graduação em Administração pela Universidade Federal da Paraíba (2001), mestrado em Administração (Marketing) pela Universidade Federal da Paraíba (2005) e doutorando em Administração pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul, desde março de 2014. Desde agosto de 2006 é professor do Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Na área de Empresas tem experiência em Marketing, Vendas e Logística e na área docente com disciplina Teoria Geral da Administração, Marketing, Planejamento Estratégico e Empreendedorismo. Como pesquisador, os estudos em marketing, com destaque para comportamento do consumidor.

Leandro Campi Prearo, Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Possui graduação em Matemática com Ênfase em Informática, Mestrado e Doutorado em Administração - Métodos Quantitativos pela Universidade de São Paulo (2008). Atualmente é professor - pós graduação - FIA-USP, gestor do instituto de pesquisas da Universidade Municipal de São Caetano do Sul, professor do programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Tem experiência na área de MÉTODOS QUANTITATIVOS, atuando principalmente nos seguintes temas: Análise Multivariada de Dados, Estatística Avançada, aplicados á área de educação (censos educacionais, pesquisas sobre qualidade de ensino), saúde, administração pública e mercadologia.

Downloads

Publicado

10-11-2016