SISTEMAS DE GESTÃO EMPRESARIAL CONTRIBUEM PARA O ISOMORFISMO ORGANIZACIONAL?

Leandro Ripoll Saldanha, Cristine Hermann Nodari, Julice Salvagni, Luciana Gondim de Almeida Guimarães

Resumo


No mercado, o acrônimo Enterprise Resourcing Planning (ERP) refere-se a uma categoria de sistemas que auxiliam as organizações no controle de suas operações diárias. O isomorfismo organizacional, por sua vez, é um processo que força as empresas a se tornarem semelhantes em um ecossistema que apresenta condições ambientais similares. Neste contexto, sistemas de gestão empresarial tornam-se geradores e propagadores de isomorfismo organizacional, sendo este o alvo desta pesquisa. A partir de um estudo de caso realizado no segmento de financial services da TOVTS observou-se que o isomorfismo normativo é oriundo das agências legais que regem o segmento financeiro. Já o isomorfismo coercitivo verificou-se decorrer da força do mercado, ou seja, pela influência no desenvolvimento de sistemas. O isomorfismo mimético também foi evidenciado, principalmente pelo fato de empresas menores ou iniciantes utilizarem sistemas que foram desenvolvidos e baseados nas práticas de empresas já estabelecidas e de maior maturidade processual.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol34n102.4314

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora