DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA NA ZONA LESTE NA CIDADE DE SÃO PAULO SOB A ÓTICA DAS COOPERATIVAS, PODER PÚBLICO E MUNÍCIPES

Autores

  • Eliana Gonçalves da Luz Universidade Nove de Julho
  • João Alexandre Paschoalin Filho Universidade Nove de Julho
  • Ana Cristina de Faria Universidade Nove de Julho
  • David de Carvalho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol34n102.4342

Resumo

Este trabalho identifica a visão de gestor público, líderes de cooperativas de reciclagem e munícipes acerca da coleta seletiva na Zona Leste de São Paulo, de forma a entender dificuldades enfrentadas pelos envolvidos, bem como causas que justificam os baixos volumes de material coletado. Para a obtenção dos dados foram efetuadas entrevistas, que foram gravadas e, posteriormente, transcritas. Foram entrevistados: um representante da prefeitura ligado a programas de coleta seletiva, dois líderes de Cooperativas de Material Reciclável atuantes na Zona Leste e 10 munícipes. Osresultados demonstraram que o programa de coleta seletiva na cidade de São Paulo ainda é falho; já que nem o poder público, nem as cooperativas e; muito menos a população; estão satisfeitos e apontaram diversas falhas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana Gonçalves da Luz, Universidade Nove de Julho

Aluna do Programa de mestrado em Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Uninove

João Alexandre Paschoalin Filho, Universidade Nove de Julho

Professor do programa de mestrado em gestão ambiental e sustentabilidade da Uninove

Ana Cristina de Faria, Universidade Nove de Julho

Professor do Programa de Mestrado em Gestão Ambiental e Sustentabilidade da Uninove

David de Carvalho, Universidade Estadual de Campinas

Professor da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas

Downloads

Publicado

19-12-2018