A EFICIÊNCIA DOS GASTOS CULTURAIS EM REDUZIR A CRIMINALIDADE E ELEVAR A ESCOLARIDADE EM MINAS GERAIS

Autores

  • Ricardo André da Costa Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Ouro Preto (DEECO/UFOP)
  • Gabriel Teixeira Ervilha Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV)
  • Danielle Winter Viana Departamento de Economia Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV)
  • Adriano Provezano Gomes Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV)

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol35n104.4949

Resumo

A economia criativa e da cultura é configurada pelo plano das ideias e revela suma importância no desenvolvimento de uma região ou país. Assim, orientar e gestar recursos aos setores promotores dessa “nova economia” como os da cultura, por exemplo, gera benefícios a diversos segmentos. O presente trabalho pretende avaliar através da Análise Envoltória de Dados, e suas extensões, dois modelos sobre a eficiência dos gastos com difusão cultural, em reduzir criminalidade e em proporcionar maior nível educacional nos municípios mineiros. Os resultados revelam que, em média, municípios que despendem mais com difusão cultural tendem a apresentar maior eficiência em ambos os casos, reforçando a necessidade de intensificar os investimentos em políticas culturais em consonância com políticas educacionais e de segurança pública.

Palavras-chave: Cultura; Políticas públicas; DEA; Criminalidade; Educação; Minas Gerais.

 

JEL: Z10

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo André da Costa, Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Ouro Preto (DEECO/UFOP)

Mestre em Economia - Desenvolvimento Econômico, Instituições e Políticas Públicas - pela Universidade Federal de Viçosa.

MBA Executivo em Consultoria e Planejamento Empresarial pela UCAM (2015).

Bacharel em Ciências Econômicas pela UFOP (2013).

Professor no Departamento de Ciências Econômicas da UFOP.

Tem experiência na área de administração pública, com ênfase em avaliação de projetos e políticas públicas. Atua principalmente nos temas: Economia Criativa e da Cultura; Desenvolvimento Socioeconômico e Sistemas Nacionais de Inovação; Agricultura e Desenvolvimento Local; Políticas Públicas; Economia Solidária; Educação à Distância.

Gabriel Teixeira Ervilha, Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV)

Doutorando em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (DER/UFV)

Mestre em Economia pela Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV).

Bacharel em Ciências Econômicas pela UFV.

Danielle Winter Viana, Departamento de Economia Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV)

Mestre em Economia pela Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV).

Bacharel em Ciências Econômicas pela UFOP.

Adriano Provezano Gomes, Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV)

Professor Titular do Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa (DEE/UFV).

Doutor em Economia Aplicada (DER/UFV).

Downloads

Publicado

24-05-2019