O PAPEL DOS CLUSTERS LOCACIONAIS NA FORMAÇÃO DOS SALÁRIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol36n108.5309

Resumo

O presente artigo tem como objetivo principal analisar a importância dos clusters locacionais de emprego sobre a criação de postos de trabalho de melhor qualidade e sobre a formação das remunerações dentro da Região Metropolitana de Goiânia. Para tanto, são utilizados os microdados da RAIS de 2015 relativos aos vínculos do setor privado da economia local. Os clusters são identificados por meio da metodologia do Quociente Locacional e analisados segundo a distribuição ocupacional e por meio de equações de salários. Os resultados mostram que estes setores são capazes de gerar postos de trabalho de mais alta qualidade socioeconômica e de pagar melhores prêmios salariais à qualificação. Podem, portanto, serem considerados como setores chaves para o desenvolvimento do mercado de trabalho local. Por outo lado, chama a atenção a existência de um maior diferencial de salários por gênero dentro destas atividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Eduardo Monsueto, Universidade Federal de Goiás - Programa de Pós Graduação em Economia - PPGECON/FACE/UFG

Dr. em Economia pela Universidad Autónoma de Madrid. Mestre em Economia pelo CEDEPLAR/UFMG.

Bárbara Christina Pereira da Silva Carrijo, Faculdade Araguaia - Goiânia

Mestre em Economia pelo PPGECON/FACE/UFG

Jaqueline Moraes, IE/UNICAMP

Doutora em Economia - Unicamp e Pontifícia Universidade Católica de Campinas – Centro de Economia e Administração

Downloads

Publicado

07-05-2020