CRÉDITO RURAL E IMPACTO SOBRE O VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA: uma análise para agricultores não familiares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol36n108.5622

Palavras-chave:

crédito rural, produção agropecuária, produtores não familiares

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar o impacto do acesso ao crédito rural no desempenho econômico dos estabelecimentos agropecuários não familiares no Brasil. Comparou-se, assim, o valor da produção agrícola dos produtores não familiares que acessaram ou não crédito rural, controlando as características do agricultor e do negócio. As análises se basearam nos microdados do Censo Agropecuário de 2006 do IBGE, com um total de 796.422 estabelecimentos. Para considerar as relações de dupla causalidade entre crédito e produção agropecuária, aplicou-se o método em dois estágios. Verificou-se que a obtenção de capital de terceiros impactou positivamente a produção agropecuária. Houve ainda evidências de que a intensidade de tal influência variou conforme a fonte de crédito obtido e entre as diferentes regiões brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela dos Santos Eusébio, Núcleo de Economia Agrícola e do Meio Ambiente (NEA) da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp.

Gabriela dos Santos Eusébio é graduada em Economia pela Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP), Universidade de São Paulo (2008), mestre em Economia Aplicada pela Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP), Universidade de São Paulo (2011) e doutora em Ciências Econômicas pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas, Unicamp (2017).

Alexandre Gori Maia, Núcleo de Economia Agrícola e do Meio Ambiente (NEA) da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp.

Alexandre Gori Maia é graduado em Estatística pela Universidade Estadual de Campinas (1996), mestre em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Estadual de Campinas (2001) e doutor em Economia Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2006). É Professor Livre Docente da Universidade Estadual de Campinas, no Instituto de Economia. Tem experiência em econometria e desenvolvimento econômico, atuando principalmente nas áreas: estratégias de desenvolvimento sustentável, impactos da migração rural no desenvolvimento econômico, desenvolvimento da estrutura social e desigualdade.

Rodrigo Lanna Franco da Silveira, Núcleo de Economia Agrícola e do Meio Ambiente (NEA) da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp.

Rodrigo Lanna é graduado em Economia pela Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade da Universidade de São Paulo - FEA/USP (1999), mestre e doutor em Economia Aplicada pela Esalq/USP (2009). É Professor Livre Docente da Universidade Estadual de Campinas, no Instituto de Economia. A sua pesquisa se concentra em economia agrícola, economia de empresas e finanças.

Downloads

Publicado

07-05-2020