ANÁLISE DA IDENTIDADE DOS RESTAURANTES DE FORTALEZA

Adriano César Rosa da Costa, João Adamor Dias Neves, Josimeire Alves Gomes, Raimundo Wellington Araujo Pessoa wellington Araújo Pessoa

Resumo


Este artigo analisa a identidade dos restaurantes
na óptica dos empregados, identifica o tipo de focagem
predominante nesse negócio e associa a
referida identidade com o perfil dos respondentes.
Mediu-se a identidade por meio de uma série de
variáveis em 27 restaurantes de uma capital nordestina,
aplicando-se um questionário previamente
validado em 343 empregados. Os resultados
indicaram que os empregados incorporaram uma
identidade focada principalmente na atividade e,
no geral, identificaram-se com ela, tanto nas representações
conscientes quanto nas inconscientes.
Não se constatou associação estatisticamente
significativa entre o perfil dos empregados, a identidade
e a focagem principal, com base na análise
do V de Cramer e no rho de Spearman. Os resultados
deste estudo são úteis aos restaurantes (colabora
com uma gestão eficaz da mudança), à
academia (pode-se replicar o estudo feito), aos
empregados (conhecem a imagem coletiva dos
restaurantes) e a outras organizações similares
(podem realizar estudo semelhante).
Palavras-chave: Identidade e cultura organizacional
política empresarial, focagem, atividade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol23n67.75

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora