ESTUDO DAS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE EM GRANDES EMPRESAS QUÍMICAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol38n115.7506

Palavras-chave:

Sustentabilidade, Desenolvimento Sustentável, Indústria Quimica, Região Metropolitana de Campinas

Resumo

Em anos recentes, a sociedade tem se conscientizado e se preocupado, progressivamente, com a degradação do meio ambiente. Nesse contexto, as organizações são pressionadas por legislações ambientais cada vez mais rigorosas. Assim, relacionar empresa e sustentabilidade é algo primordial e que valoriza a imagem organizacional. Mas para que uma organização seja considerada sustentável é necessário que haja uma interação entre as dimensões econômica, ambiental e social, algo conhecido como o Tripé da Sustentabilidade. Este artigo teve como objetivo diagnosticar o grau de envolvimento das empresas químicas da Região Metropolitana de Campinas com a questão da sustentabilidade. A pesquisa é de natureza qualitativa, descritiva e exploratória. Foram pesquisadas cinco grandes empresas e os dados foram coletados em seus respectivos Relatórios de Sustentabilidade. Os resultados da pesquisa apontaram que as empresas colocaram em prática o “Tripé da Sustentabilidade” além da compreensão avançada acerca de questões de natureza social e ambiental.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniella Ribeiro Pacobello, PUC Campinas

Mestranda em Sustentabilidade na PUC-Campinas. Bolsista da CAPES. Foi bolsista de Iniciação Científica com bolsa do CNPq.

Samuel Carvalho De Benedicto, PUC Campinas

Docente da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Centro de Economia e Administração, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sustentabilidade.

Luiz Henrique Vieira da Silva, PUC Campinas

Doutorando em pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestre em Sustentabilidade pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Foi bolsista CAPES.

Sergio Ricardo Siani, UNIFESSPA - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Pós doutor em Sustentabilidade pela  Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Doutor em Administração pela PUC-SP.  Docente da faculdade de Administração da Unifesspa – Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

Referências

M. Relatório Anual de Sustentabilidade 2017 – Exercício 2016. 2019. Disponível em: <https://www.3m.com.br/3M/pt_BR/sustentabilidade/>. Acesso em: 21 abr. 2019.

AFONSO, C. M. Sustentabilidade: caminho ou utopia? São Paulo: Annablume, 2006.

AMBEV. Relatório de Sustentabilidade 2018. 2019. Disponível em: <https://www.ambev.com.br/ sustentabilidade/>. Acesso em: 24 abr. 2019.

ANTUNES, A. M. S. Inovação & propriedade industrial & indústria química. Química Nova, São Paulo, v. 36, n. 10, p. 1491-1496, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-40422013001000003

ARAÚJO, L. S. et al. A aplicação do princípio da função social da empresa frente ao desenvolvimento sustentável. Revista Verde, Mossoró, v. 7, n. 4, p. 28-56, out-dez, 2012.

BARBIERI, J. C. Assuntos ambientais polêmicos e o princípio da precaução. Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro, v. 14, n. 32, p. 519-556, jul./ago./set. 2013. DOI: https://doi.org/10.13058/raep.2013.v14n3.60

BARR, P. S. Current and potential importance of qualitative methods in strategy research. In: KETCHEN, D. J.; BURGH, D. D. (Ed.). Research methodology in strategy and management. Bingley: Emerald Group, 2004. v.1, p.165-188. DOI: https://doi.org/10.1016/S1479-8387(04)01106-3

BASF. Relatório Anual 2017 – BASF América do Sul. 2018. Disponível em: <https://www.basf.com/br/pt/who-we-are/sustainability.html>. Acesso em: 19 abr. 2019.

BAYER. História. 2019. Disponível em: <https://www.bayer.com.br/a-bayer/historia/>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BAYER. Perfil e Organização. 2018a. Disponível em: <https://www.bayer.com.br/a-bayer/bayer-no-mundo/perfil-e-organizacao/>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BAYER. Presença Global. 2018b. Disponível em: <https://www.bayer.com.br/a-bayer/bayer-no-mundo/presenca-global/>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BAYER. Perfil e Estrutura. 2018c. Disponível em: <https://www.bayer.com.br/a-bayer/perfil-e-estrutura/>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BAYER. Unidades Brasil. 2018d. Disponível em: <https://www.bayer.com.br/a-bayer/perfil-e-estrutura/unidades-brasil/>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BAYER. Bayer reforça importância da mobilidade urbana no Dia Mundial do Meio Ambiente. 2018e. Disponível em: <https://www.bayer.com.br/midia/ noticias/vizualiza-noticia.php?codNoticia=bayer-reforca-importancia-da-mobilidade-urbana-no-dia-mundial-do-meio-ambiente>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BAYER. Relatório de Responsabilidade Socioambiental 2017. 2019. Disponível em: https://www.bayer.com.br/sustentabilidade/. Acesso em: 22 abr. 2019.

BRASKEM. Perfil. 2019. Disponível em: <https://www.braskem.com.br/perfil>. Acesso em: 17 abr. 2019.

BRASKEM. Relatório Anual 2017. 2018. Disponível em: <https://www.braskem.com.br/relatorioanual2017>. Acesso em: 17 abr. 2019.

BORELLI, E. Sustentabilidade e riscos ambientais na indústria química. Disponível em: <http://www.pucsp.br/sites/default/files/download/eitt/ix_ciclo_2011_artigo_ elizabeth_borelli.pdf>. Acesso em: 09 mar. 2018.

BORGES, F. H.; TACHIBANA, W. K. A evolução da preocupação ambiental e seus reflexos no ambiente dos negócios: uma abordagem histórica Fernando. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 25., Porto Alegre, 2005. Anais..., Porto Alegre: ENEGEP, 2005.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos

de graduação e pós-graduação. Porto Alegre: Bookman, 2005.

CNI - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. A química como criadora de soluções para o desenvolvimento sustentável. Brasília: CNI, 2017.

DE BENEDICTO, S. C. et al. Sustentabilidade estratégica nas organizações: interfaces entre química verde, ecotecnologia e ecoeficiência. Business Management Review (BMR), v. 4, n. 8, p. 254-270, mar. 2015.

DIEKMANN, A. C. E.; HENZEL, M. E. Sustentabilidade como vantagem competitiva nas organizações: estudo de caso. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 30., São Carlos, 2010. Anais..., São Carlos: ENEGEP, 2010.

EMPLASA – EMPRESA PAULISTA DE PLANEJAMENTO METROPOLITANO S/A. Região Metropolitana de Campinas. 2018. Disponível em: <https://emplasa.sp.gov.br/RMC>. Acesso em: 26 jul. 2019.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

GONÇALVES-DIAS, S. L. F. G.; TEODÓSIO, A. S. S.; BARBIERI, J. C. Desafios e perspectivas da sustentabilidade: caminhos e descaminhos na gestão empresarial. Disponível em: <https://www.researchgate.net/ publication/305725488_Desafios_e_perspectivas_da _sustentabilidade_Caminhos_e_descaminhos_na_gestao_empresarial>. Acesso em: 02 mar. 2018.

JACOBI, P. Meio Ambiente e Sustentabilidade. Disponível em: <http://www.franciscoqueiroz.com.br/portal/ phocadownload/desenvolvimento%20sustentavel.pdf>. Acesso em: 02 mar. 2018.

KEINERT, T. M. M. Organizações Sustentáveis: Utopias e Inovações. 1 ed. São Paulo: Annablume, 2007.

OM - OBSERVATÓRIO METROPOLITANO. Conheça a RMC. Disponível em: <http://www.agemcamp.sp.gov.br/observatorio>. Acesso em: 05 mar. 2019.

OLIVEIRA, T. M. V. Amostragem não probabilística: adequação de situações para uso e limitações de amostras por conveniência, julgamento e quotas. Administração On Line, São Paulo, v. 2, n. 3, Jul./Set. 2001.

PAZ, F. J.; KIPPER, L. M. Sustentabilidade nas organizações: vantagens e desafios. Revista GEPROS – Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, v.11, n.2, p.85-102, abr-jun. 2016. DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v11i2.1403

PEROVANO, D. G. Manual de metodologia científica para a segurança pública e defesa social. Curitiba: Juruá, 2014.

PINTO, A. C. et al. Química sem fronteiras. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/ 202536/1/S0100-40422012001000034.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2019.

PORÉM, M. E.; SANTOS, V. C. B.; BELLUZZO, R. C. B. Vantagem competitiva nas empresas contemporâneas. Intexto, Porto Alegre, n.27, p. 183-199, dez. 2012.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 2017.

SANTOS, W. A. F.; BAPTISTA, J. A. A. Investimento das pequenas empresas no tripé da sustentabilidade. REPAE - Revista de Ensino e Pesquisa em Administração e Engenharia, São Paulo, v.2, n.1, p.110-111. 2016.

SELINGARDI-SAMPAIO, S. Indústria e território em São Paulo: a estruturação do Multicomplexo Territorial Industrial Paulista: 1950 – 2005. Campinas/SP. Alínea, 2009.

SENADO FEDERAL. Temas e agendas para o desenvolvimento sustentável. Brasília: Senado Federal, 2012.

SILVA, S. S.; SANTINELLI, F.; SILVA, J. P. B. Sustentabilidade nas empresas públicas de Minas Gerais: um estudo multicaso. Revista Eletrônica Gestão & Sociedade, v. 8, n.21, p. 795-809, Set./Dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.21171/ges.v8i21.2020

SOUZA, A. F. et al. Sustentabilidade: hortas comunitárias de Sete Lagoas. 2018. Disponível em: <http://www4.faculdadepromove.br/expressao/index.php/files/article/ view/70>. Acesso em: 19 mar. 2019.

SOUZA, A. V. A distribuição geográfica da indústria intensiva em recursos naturais e energéticos: o caso do setor da indústria química no estado de São Paulo. 168 f. 2013. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro/SP, 2013.

SOUZA, A. V.; CARVALHO, F. C. A indústria química e os acidentes industriais no estado de São Paulo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEÓGRAFOS, 7., Vitória/ES, 2014. Anais..., Vitória/ES: AGB, 2014.

TRIVINOS, A. N. S. Introdução à Pesquisa de Ciências Sociais. 1. ed., 17 reimp. São Paulo: Atlas, 2010.

VEYRET, Y. Os riscos: o homem como agressor e vítima do meio ambiente. São Paulo: Contexto, 2013.

Publicado

2022-09-01

Como Citar

Pacobello, D. R., De Benedicto, S. C., da Silva, L. H. V. ., & Siani, S. R. (2022). ESTUDO DAS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE EM GRANDES EMPRESAS QUÍMICAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS. Gestão & Regionalidade, 38(115). https://doi.org/10.13037/gr.vol38n115.7506

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.