PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO DO INVESTIDOR INDIVIDUAL BRASILEIRO NO MERCADO ACIONÁRIO NACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO ENFOCANDO O EFEITO DISPOSIÇÃO E OS VIESES DA ANCORAGEM E DO EXCESSO DE CONFIANÇA

Autores

  • Felipe Bogea Universidade Presbiteriana Mackenzie,
  • Lucas Ayres Barreira de Campos Barros Ayres Barreira de Campos Barros FEA/USP

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol24n71.88

Resumo

Este trabalho tem como objetivo conhecer e obter maiores informações sobre possíveis falhas cognitivas exibidas pelo investidor individual brasileiro durante seu processo decisório. Especificamente, buscou-se responder às seguintes perguntas: há evidências do efeito disposição e dos vieses da ancoragem com ajustamento insuficiente e do excesso de confiança no processo decisório do investidor brasileiro? De que maneira tais comportamentos poderiam estar relacionados com características pessoais dos investidores? Para a análise do processo decisório dos investidores, foi desenvolvido um questionário composto por 38 perguntas, sendo 27 relacionadas às falhas cognitivas e 11, às características pessoais dos investidores. Após a exclusão dos questionários não-válidos, obteve-se uma amostra de 512 indivíduos. Os resultados encontrados evidenciaram a ocorrência das falhas cognitivas pesquisadas, mas não constataram associações sistemáticas entre estas e as características pessoais dos investidores. Estes resultados contribuem no sentido de confirmar as evidências encontradas em outros países, mostrando que os investidores brasileiros também estão sujeitos a tais padrões de comportamento. Embora o instrumento de pesquisa empregado careça de validação formal, ele contribui na direção de se estabelecer um instrumento simples, de fácil aplicação e capaz de identificar falhas cognitivas possivelmente prejudiciais aos investidores brasileiros. Palavras-chave: efeito disposição, ancoragem, excesso de confiança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads