CENÁRIOS PROSPECTIVOS PARA TELEFONIA CELULAR NO BRASIL: 2008-2016

Autores

  • Leonardo Pereira Cassol FIA/USP
  • Carlos Alberto Parisi Santos FIA/USP
  • Eduardo Bueno dos Reis Garcia FIA/USP
  • Roberto Penido Sena Alves FIA/USP
  • Fábio Lotti Oliva Fábio Lotti Oliva Fábio Lotti Oliva FIA

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol24n72.99

Resumo

O objetivo deste estudo consiste na construção de cenários prospectivos para a indústria de telefonia celular no Brasil no período de 2008 a 2016. O método empregado apoiou-se em estudo de caso e no emprego da metodologia de construção de cenários da área de Estudos do Futuro, intitulada Lógica Intuitiva. Os dados primários foram coletados por meio de entrevistas individuais e não-estruturadas junto a especialistas. Dados secundários foram coletados junto às operadoras de telefonia celular e nos órgãos oficiais IBGE, Anatel e Ministério das Comunicações. Destacaram-se, dentre as tendências identificadas, as seguintes: crescimento do setor acima do PIB; ampliação da cobertura geográfica; penetração da tecnologia 3G; forte ampliação da quantidade e da qualidade dos serviços. As principais incertezas verificadas foram estas: crescimento sustentável em patamares elevados; política governamental perante a Anatel, serviços e tecnologias que farão sucesso e entrada de novos players. Foram elaborados quatro cenários prospectivos: o cenário “Mais do mesmo” representa a ação da inércia (continuidade); no cenário “Na crista da onda”, mudanças estruturais favorecem o setor; no cenário “Sem serviço”, há um forte retrocesso regulatório e econômico; no cenário “Rouba monte”, o setor é prejudicado pelo agravamento dos atuais problemas do País. Palavras-chave: planejamento estratégico, cenários, prospectiva, telefonia móvel.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads