BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO: uma análise bibliomética.

Autores

  • Daniel Teixeira de Menezes Mestre em Administração - Universidade Federal Fluminense Contador IFSudesteMG - Campus Muriaé
  • Rafael Carvalho dos Santos Mestre em Administração pela Universidade Federal Fluminense
  • Sandra Regina Holanda Mariano Professora Titular da Universidade Federal Fluminense Mestrado Profissional em Administração (UFF) - Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol35n106.5105

Resumo

Os Bancos Comunitários de Desenvolvimento (BCDs) vêm se destacando dentro do campo das finanças solidárias, por garantir a democratização do acesso ao crédito e estimular o desenvolvimento de comunidades empobrecidas na tentativa de mudar a realidade socioeconômica dos locais onde estão inseridos. O sucesso apresentado nas experiências de diversos BCDs no país vem conquistando a atenção da academia. Este artigo apresenta uma visão acerca das pesquisas voltadas ao estudo dos BCDs. Realizou-se uma análise bibliométrica a partir do banco de teses e dissertações da CAPES bem como dos artigos disponibilizados nas bases: SPELL, SCIELO, PERIÓDICOS CAPES e ANPAD. Observou-se que o aumento no número de publicações sobre os BCDs coincide com a criação da RBBC e da SENAES. Notou-se ainda, que o tema vem sendo abordado por diferentes áreas de conhecimento, sendo os autores vinculados aos programas de pós-graduação da área de Administração os que mais produziram sobre a temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Teixeira de Menezes, Mestre em Administração - Universidade Federal Fluminense Contador IFSudesteMG - Campus Muriaé

Mestre em Administração pela Universidade Federal Fluminense. Especialização em Contabilidade Pública pela Faculdade da Grande Fortaleza. Graduação em Ciências Contábeis pela Faculdade Ozanam Coelho como bolsista do PROUNI. Atualmente é Contador do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais.

Rafael Carvalho dos Santos, Mestre em Administração pela Universidade Federal Fluminense

Mestre em Administração (MPA) no Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) na Universidade Federal Fluminense (UFF) - Volta Redonda. Graduado em Administração pelo Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) na Universidade Federal Fluminense (UFF).

Sandra Regina Holanda Mariano, Professora Titular da Universidade Federal Fluminense Mestrado Profissional em Administração (UFF) - Volta Redonda

Professora titular da Universidade Federal Fluminense (UFF). É cofundadora do Departamento de Empreendedorismo e Gestão da UFF, que dirigiu no período de 2014 a 2016. Coordena programas de educação empreendedora como MBA Gestão Empreendedora - Educação e Empreende Jovem Fluminense, Extensão em Empreendedorismo e Desenvolvimento. É pesquisadora nas áreas de empreendedorismo e gestão educacional. Seus interesses se estendem ao tema da educação empreendedora, do empreendedorismo social, da liderança, bem como às questões relacionadas às tecnologias educacionais, entre elas a EAD e os recursos educacionais abertos (REA). É mestre e doutora em Engenharia de Sistemas e Computação pela COPPE/UFRJ (1992,1997), com desenvolvimento de parte da tese de doutorado na Université de Montréal e PCLS na Harvard Business School (2012). Pós-Graduada em Sistemas de Informação pelo JICA (Japan Internacional Cooperation Agency), Okinawa, Japão (1989). Coordenou o Projeto OportUnidad no Brasil, financiado pela European Comission (EC) . É docente do Mestrado Profissional em Administração (UFF/Volta Redonda) e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Gestão e Empreendedorismo, PPGE/UFF.

Downloads

Publicado

08-10-2019