DISPOSITIVO INTEGRADOR ENTRE CADEIRA DE RODAS E FERRAMENTA PARA COLETA E PROCESSAMENTO DE SINAIS

Autores

  • Carlos Alberto Nascimento Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Prícilla Karen Suzano Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Diana Francisca Adamatti Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Resumo

Deficiências neuromusculares causadas por lesão medular, como a tetraplegia, uma paralisia que gera a impossibilidade de mover todos os membros do corpo, impedem indivíduos de exercer atividades convencionais. Visando facilitar e garantir o acesso a mobilidade desses cidadãos, esse projeto apresenta o conceito de cadeira de rodas elétrica controlada pelos impulsos neurais. É utilizado um dispositivo para coleta de estímulos cerebrais, realizando reconhecimento e filtragem desses sinais, de modo a gerar comandos direcionais para uma cadeira de rodas. A coleta de sinais neurais é realizada por meio da ferramenta de coleta de sinais cerebrais, a touca ActiCHamp em conjunto com um software de processamento de sinais cerebrais em tempo real (OpenViBE). Os microcomputadores Raspberry pi e Arduino são utilizados para processar os dados neurais e realizar a conexão entre o software e a cadeira de rodas. O modo de coleta desses dados gera a possibilidade de aplicação para diversos fins, já que se faz necessário apenas que um indivíduo pense em realizar uma ação que através do software do processamento e filtragem é possível gerar os comandos para diversos fins. Tem-se como objetivo primário para esse caso, criar um dispositivo que permita-os se locomover sem a dependência de um auxiliador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Nascimento, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Aluno de graduação em Engenharia de Computação. Centro de Ciênicas Computacionais (C3). Laboratório de Modelagem e Simulação Social e Ambiental (LAMSA)

Prícilla Karen Suzano, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Aluna de graduação em Engenharia de Computação. Centro de Ciênicas Computacionais (C3). Laboratório de Modelagem e Simulação Social e Ambiental (LAMSA). Grupo de Pesquisa em Gerenciamento de Informações (GInfo)

Diana Francisca Adamatti, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade de Caxias do Sul(2000). Mestre em Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul(2003). Doutora em Engenharia Elétrica (Ênfase em Sistemas Digitais e Engenharia de Computação) pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (2007). Pós-doutorado no ISCT (Istituto di Scienze e Tecnologie della Cognizione) no CNR (Consiglio Nazionale delle Ricerche), em Roma / Italia (2013-2014).

Referências

ACTICHAMP. Brain Vision LLC: Solution

for neurophycological research. Disponível em: <https://brainvision.com/actichamp.

html>. Acesso em Julho 2018, 2018.

BASTOS, N. S.; DE CARVALHO, F. A. H.;

ADAMATTI, D. F.. Ensino de Lógica de Programação no Ensino Médio e suas implicações

na Neurociências. Trabalho de Conclusão de

Curso, Sistemas de Informação. Universidade

Federal do Rio Grande, 2015.

CEREZETTI, C. R. N.. Lesão Medular Traumática e estratégias de enfrentamento: revisão

crítica. São Paulo, 2012.

HEIDRICH, R. O.; JENSEN, E.; REBELO,

F.; OLIVEIRA, T.. A comparative study: use

of a Brain-computer Interface (BCI) device by

people with cerebral palsy in interaction with

computers: Anais da Academia Brasileira de

Ciências. 87(4), 1929-1937. Epub Outubro,

ISCAN, Z.; NIKULIN, V. V.. Steady state visual evoked potential (SSVEP) based braincomputer interface (BCI) performance under different perturbations. PLoS One,13(1),

NASCIMENTO, C. A.; NASCIMENTO, P. K.

ADAMATTI, D. F.. Dispositivo para Coleta e

Processamento de Sinais Cerebrais e sua Integração a Cadeira de Rodas: Conferência Sul

de Modelagem Computacional. McSul 2018.

p. 283-290.

OPENVIBE. Software for Brain Computer Interfaces and Real Time Neurosciences. Disponível em: <http://openvibe.inria.fr/discover/>.

Acesso em Julho 2018, 2018.

RENARD, Y; LOTTE, F.; GIBERT, G.; CONGEDO, M.; MABY, E.. OpenViBE: An OpenSource Software Platform to Design, Test and

Use Brain-Computer Interfaces in Real and

Virtual Environments. Presence: Teleoperators

and Virtual Environments. Massachusetts Institute of Technology Press (MIT Press), 19 (1),

p.35-53.

WOLPAW J.R.. Brain-computer interface technology: a review of the first international meeting. Laboratory of Nervous System

Disorders, Wadsworth Center, Albany, USA,

WOLPAW J.R.. Brain-computer interfaces for

communication and control. Laboratory of

Nervous System Disorders, NY, USA, 2002.

Downloads

Publicado

18-09-2020