Imagens, enquadramentos e quadriculamentos familiares no novo cinema argentino: restos e rastros da ditadura?

Sandra Fischer, Aline Vaz

Resumo


O presente estudo busca identificar restos e rastros de realidades presentes nos filmes La Ciénaga (Lucrecia Martel, 2001) e Leonera (Pablo Trapero, 2008) – com base em fatos de ordem política e governamental que tiveram lugar na Argentina e levando em conta manifestações, declarações explícitas dos cineastas em foco. Considerando a indefinição de fronteiras que se estendem entre a razão dos fatos e a razão da ficção, analisamos nas imagens das topologias da casa familiar o princípio do quadriculamento que, inscrito nas abstrações dos convívios e nas concretudes dos cômodos domésticos, configura e apresenta, nas obras em foco, peculiaridades e vestígios que inferem uma memória pós-ditatorial.


Palavras-chave


Novo Cinema Argentino; memória e ditadura; topologias e convívios familiares.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ci.vol20n43.5452

Indexadores de que a C&I faz parte:

 

 

Latindex

Latindex

 

ISSN 2178-0145