GESTÃO DO DESEMPENHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL: o caso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Katiana Diniz Almeida, Maria de Fátima Nóbrega Barbosa

Resumo


Este artigo teve como objetivo verificar em que medida o sistema de avaliação de desempenho do  INSS tem favorecido o desempenho institucional, tendo adotado, portanto, a estratégia de estudo de caso. Para coleta de dados, procedeu-se uma pesquisa documental e de dados primários, tendo sido aplicado um survey aos Gestores das Seções Operacionais de Gestão de Pessoas (SOGP), atores relevantes neste processo, visando identificar suas percepções em relação ao processo desenvolvido no INSS, ao método utilizado e aos usos das informações geradas pelas Avaliações de Desempenho. Os resultados apontam para o esgotamento do sistema de Avaliação de Desempenho Individual, que além de apresentar fragilidades metodológicas, é invalidado por aspectos culturais e intrínsecos à instituição, pois 99,4% dos servidores obtém a pontuação máxima na Avaliação de Desempenho. Além disso, as informações geradas não têm sido úteis para prover capacitações, nem a aplicação de pessoal de forma efetiva.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/g&r.v35i106.5069

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora