OS EFEITOS DE DOIS MÉTODOS DE INTERVENÇÃO FISIOTERAPEUTICA SOBRE A ATIVIDADE POSTURAL ESTÁTICA DE INDIVÍDUOS COM DOR LOMBAR CRÔNICA

Alberito Rodrigo Carvalho, Caroline Borges Ferreira, Flávia Tomé, Rodrigo Junior Cornelli

Resumo


Introdução: A dor lombar crônica pode levar a prejuízo do equilíbrio. Objetivo: comparar os efeitos de dois métodos de intervenção, sendo um a combinação entre isostretching e treinamento sensoriomotor aquático e o outro o tratamento fisioterapêutico clássico, sobre a atividade postural estática de indivíduos portadores de lombalgia crônica. Materiais e Métodos: Amostra composta por 10 sujeitos divididos em dois grupos: controle (GC/n=5), submetido à fisioterapia clássica; e experimental (GE/n=5), submetido à cinesioterapia combinada. Para avaliação da atividade postural estática utilizou-se os registros gráficos referentes à estatocinesia - área do centro de pressão (CP); e à estabilometria - coordenadas em função do tempo para as oscilações médio-laterais (AMX) e ântero-posteriores (AMY) nas condições de olhos abertos (OA) e fechados (OF). Para comparações intergrupos o teste t não pareado; para comparações intra-grupo utilizou-se o teste t pareado. Adotou-se (?=0,05). Resultados: As médias das variáveis pré e pós intervenção do GC e GE encontradas não obtiveram diferenças significativas tanto nas comparações intergrupos como nas comparações intra-grupos. Conclusão: Nenhum tipo de intervenção acima pode influenciar a atividade postural estática de sujeitos com dor lombar crônica.

Palavras-chave


Fisioterapia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol8n26.1098

Indexadores: