PERFIL DO DESEMPENHO OCUPACIONAL DE PACIENTES COM ALGIAS VERTEBRAIS CRÔNICAS, ATENDIDOS EM UMA CLÍNICA-ESCOLA DE FISIOTERAPIA PROFILE OF OCCUPATIONAL PERFORMANCE OF PATIENTS WITH CHRONIC SPINAL PAIN SEEN AT A SCHOOL OF PHYSICAL THERAPY

Gabriela Campos Torres, Rosamaria Rodrigues Garcia

Resumo


As algias crônicas da coluna vertebral acometem 80% da população, provocando diminuição da capacidade funcional
e laboral, afastamento do trabalho e piora da qualidade de vida. Dentre os instrumentos para avaliar a capacidade
funcional, destaca-se a COPM (medida canadense de desempenho ocupacional). Identificar as atividades de vida
diária realizadas com mais dificuldade pelos portadores de algias crônicas da coluna vertebral, e elaborar uma
cartilha de orientações a partir dos relatos. Foram entrevistados 24 pacientes do Setor de Saúde Coletiva da
Clínica-Escola de Fisioterapia da Universidade Municipal de São Caetano do Sul, sendo 22 mulheres e dois homens;
16 eram donas de casa, cinco exerciam trabalho remunerado e um era aposentado. Verificou-se que 14 atividades
estavam relacionadas ao autocuidado, 12 à produtividade e quatro ao lazer. As cinco atividades executadas com
mais dificuldade foram levantar, dormir, passar pano no chão, realizar a higiene dos pés e viajar. Observou-se a
prevalência de mulheres, e que a maioria das dificuldades apontadas referia-se à área de autocuidado. Considerando
a área de produtividade, as atividades domésticas foram as mais citadas, o que era de se esperar, devido ao
maior número de mulheres entrevistadas. A partir dos resultados obtidos, foi elaborada uma cartilha de orientação
para posterior apresentação e distribuição aos pacientes. A COPM permite ao fisioterapeuta identificar a percepção
e a importância dada pelo paciente ao seu desempenho ocupacional, favorecendo a avaliação global e a
intervenção direcionada não só aos aspectos físicos, mas principalmente aos aspectos funcionais.

Palavras-chave


algias crônicas, coluna vertebral, desempenho ocupacional, fisioterapia, capacidade funcional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol7n19.332

Indexadores: