Narrativas identitárias, autorismo e a canção popular no cinema: Clara e a música em Aquarius

Autores

  • Rodrigo Carreiro UFPE
  • Breno Alvarenga Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol20n44.6069

Palavras-chave:

Narrativa identitária, canção popular, trilha sonora

Resumo

A partir de uma reflexão sobre a relação entre a música e os processos de construção de narrativas identitárias, este artigo procura investigar de que modo as canções populares podem ser capazes também de ajudar a construir narrativas identitárias ficcionais, em especial nos meios audiovisuais. Analisando o uso de canções para a construção da personagem Clara, no filme Aquarius (2016), procuraremos mostrar como a escuta dessas canções evidencia traços de sua personalidade, além de delinear também uma marca de autoria cinematográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Carreiro, UFPE

Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, onde cursou  Mestrado e Doutorado em Comunicação. Fez pós-doutorado na Universidade Federal Fluminense (RJ), e é Bacharel em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco.

Breno Alvarenga, Universidade Federal de Pernambuco

Breno Alvarenga é mestrando em Comunicação no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, e tem graduação em Comunicação pela UFMG.

Downloads

Publicado

26-11-2019