AGÊNCIA LUPA: FACT-CHECKING COMO MODELO DE NEGÓCIO NA INTERNET

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol21n46.6388

Palavras-chave:

Fact-checking. Modelo de Negócio. Economia Política do Jornalismo

Resumo

Mais de 188 sites especializados em fact-checking em mais de 60 países, conforme o mais recente registro do Duke Reporters' Lab. Desse número, 52% dos verificadores fazem parte de uma organização midiática, enquanto outros integram organizações autônomas, com fins lucrativos.  Partindo disso, o presente artigo tem como objetivo analisar a mercantilização das checagens da Agência Lupa para veículos de comunicação, com base na Economia Política do Jornalismo (EPJ), a fim de promover uma reflexão acerca da apuração jornalística que vem sendo realizada por agências independentes com fins lucrativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Lima Dourado, Universidade Federal do Piauí Grupo de Pesquisas em Comunicação, Economia Política e Diversidade (COMUM)

Doutora em Comunicação. Líder do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Economia Política e Diversidade (COMUM/UFPI). Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da UFPI.

Marta Thaís Alencar, Universidade Federal do Piauí Grupo de Pesquisa em Comunicação, Economia Política e Diversidade (COMUM)

Mestranda em Comunicação na Universidade Federal do Piauí (UFPI) e membra do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Economia Política e Diversidade (COMUM).

Downloads

Publicado

09-07-2020