AGÊNCIA LUPA: FACT-CHECKING COMO MODELO DE NEGÓCIO NA INTERNET

Jacqueline Lima Dourado, Marta Thaís Alencar

Resumo


Mais de 188 sites especializados em fact-checking em mais de 60 países, conforme o mais recente registro do Duke Reporters' Lab. Desse número, 52% dos verificadores fazem parte de uma organização midiática, enquanto outros integram organizações autônomas, com fins lucrativos.  Partindo disso, o presente artigo tem como objetivo analisar a mercantilização das checagens da Agência Lupa para veículos de comunicação, com base na Economia Política do Jornalismo (EPJ), a fim de promover uma reflexão acerca da apuração jornalística que vem sendo realizada por agências independentes com fins lucrativos.

Palavras-chave


Fact-checking. Modelo de Negócio. Economia Política do Jornalismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ci.vol21n46.6388



Indexadores de que a C&I faz parte:

 

 

Latindex

Latindex

 

ISSN 2178-0145