Gestão de Mudanças nas Organizações do Terceiro Setor: O Desafio da Sustentabilidade Financeira

Tobias Coutinho Parente, Gabriela Pellegrini Tiscoski, Talita Rosolen, Matheus Roquette Ferrato da Silva, Ana Carolina Abreu de Campos, Douglas Aparecido Sakamuto

Resumo


O presente artigo objetiva analisar as mudanças na cultura organizacional das organizações do terceiro setor (OTS) para atingir a sustentabilidade financeira, a partir da contextualização das OTS no Brasil e da apresentação do Estudo de Caso de duas organizações do terceiro setor, o INVAR e o Laboridade. A pesquisa baseou-se na visão construtivista, conforme propõe Stake (2005) e no método dedutivo no nível de análise organizacional, sendo a análise elaborada com base na abordagem contextualista, a fim de identificar e explorar padrões que podem ser recorrentes (FISCHER, 2002b; PETTIGREW, 2007), como a formação de parcerias e alianças interorganizacionais (FISCHER, 2002a). Observou-se que as organizações estudadas estão em processo de adaptação, mas ainda caminham de forma reativa às mudanças e transformações impostas pelo contexto. Presas a uma forma já ultrapassada de obtenção de recursos, as OTS enxergam a necessidade de mudanças, mas seu maior desafio é identificar as oportunidades.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol28n84.1853

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora